Casa incendiada, equipamentos queimados, cidade sem água: quem paga a conta, Coelba?

Casa pega fogo em Ibirapuã após ocorrência de oscilação de energia. Foto: Reprodução/Whatsapp

Problemas diretamente ligados às recorrentes oscilações do fornecimento de energia elétrica no Extremo Sul têm causado indignação a milhares de pessoas. Desde o começo do ano, acompanhamos os transtornos relatados por internautas e a sensação de que tudo tem ficado ‘por isso mesmo’.

Na tarde desta quarta-feira, dia 20, ocorrências do tipo foram expostas em redes sociais por moradores de diversas cidades. Os prejuízos em equipamentos elétricos foram apenas alguns dos episódios do descaso com a qualidade do serviço.

Casa incendiada

Em Ibirapuã, a residência do pedreiro Meirivaldo Rodrigues da Silva pegou fogo após um pico de energia por volta das 13 horas. Não havia ninguém na casa.

Segundo informações, vizinhos sentiram cheiro da fumaça e arrombaram uma entrada do imóvel. Infelizmente, pouca coisa pôde ser feita. O fogo havia consumido peças de roupa; móveis, madeiramento e teto foram danificados.

Foi o segundo incêndio no mesmo bairro associado a quedas de energia. Coincidentemente, uma equipe da concessionária de energia estava na rua e apenas desligou o padrão da casa, direcionando o dono a procurar a empresa.

Equipamentos elétricos danificados

Pelas redes sociais, uma ‘enxurrada’ de reclamações sobre queima de eletroeletrônicos. Os internautas contam que, após a energia ir embora, ela retorna com maior voltagem, não suportada pelos televisores, receptores, telefones fixos, computadores, geladeiras, entre outros.

Foto: Reprodução/Facebook

Em Lajedão, Ibirapuã, Eunápolis, Porto Seguro, Itamaraju, Medeiros Neto e outras localidades, consumidores encontraram dificuldades em formalizar pedidos de ressarcimento junto à Central de Relacionamento e à Ouvidoria da concessionária.

A empresa Lúcia Despachante relatou prejuízos. Foto: Reprodução/Facebook

Abastecimento de água interrompido em Teixeira de Freitas

Já na manhã desta quinta-feira, dia 21, a Embasa emitiu uma nota informando que o fornecimento de água foi interrompido na noite anterior, devido a danos sofridos em equipamentos elétricos do sistema de abastecimento. A causa foi exatamente as oscilações de energia elétrica.

“Técnicos da Embasa já estão realizando as manutenções necessárias e a previsão de conclusão dos serviços é no início da tarde de sexta-feira (22), quando o abastecimento começará a ser retomado de forma gradativa. Até que a situação seja normalizada, a Embasa recomenda que os moradores façam o uso racional da água armazenada nos reservatórios domiciliares.” – disse a nota.

Quem paga a conta?

O jornalismo d’OSollo procurou inicialmente a empresa terceirizada Engelmig Energia Ltda. para esclarecimentos. Fomos redirecionados a procurar diretamente a Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba).

Leia nota na íntegra: Coelba envia resposta sobre oscilações elétricas e prejuízos no Extremo Sul

Por outro canal de comunicação, a empresa orientou que, em caso de queima de equipamentos, o cliente deverá registrar o ocorrido na página de indenizações a danos elétricos [clique AQUI]. Para tanto, o cliente deve portar o número da conta contrato.

Em todos os casos, os procedimentos a serem adotados quando houver queda ou descarga de energia que acarretaram danos em aparelhos eletro-eletrônicos, são os seguintes:

Primeiramente, deve-se registrar o fato junto ao serviço de atendimento ao cliente da concessionária, mencionando detalhes como local, dia, hora e os eventuais problemas verificados [Disque 116]. Solicitar orientação.

Quando a solução da reclamação não for satisfatória ou estiver fora do prazo, anote o número do protocolo do registro anterior e entre em contato com a Ouvidoria. Quando acionada, a equipe da Ouvidoria faz o tratamento da reclamação, analisando o caso, construindo a solução junto a área operacional e enviando resposta ao cliente.

Internet: Portal Ouvidoria​​

Fone: 0800 071 7676

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui