Amor a Deus e o dinheiro

Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles. E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás. Então o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos, e o serviam. (Mt 4.8-11)

Antes de iniciar seu ministério público, logo após ter sido batizado por João, Jesus dedicou-se à oração e jejum por 40 dias, no deserto. Sempre me perguntei (e ainda o faço) sobre o que levou o Mestre a isso. Afinal, ele é o Filho de Deus! Ele precisaria se preparar de alguma forma? E logo após esse período, o Evangelho de Mateus narra que ele enfrentou 3 provas, tentações. A terceira delas relacionada a riquezas e poder. Algo que é simbolizado atualmente por dinheiro. E é sobre o dinheiro que refletiremos essa semana. Algo tão facilmente desejado e que as vezes nos leva a fazer tantos sacrifícios! Ele pode e deve ser uma benção, mas combinado com nossa fraqueza e carnalidade, tem tudo para ser um grande perigo, uma tentação, em nossa vida!

Para que saibamos lidar com o dinheiro, colocando-o em seu devido lugar, precisamos aceitar os princípios de vida que Jesus ensina. Ao enfrentar a terceira tentação, a das riquezas e poder, ele respondeu a Satanás: Ao Senhor teu Deus adorarás e somente a ele servirás. Ele estava citando uma parte do decálogo, em Deuteronomio 6, que iniciar dizendo que devemos amar a Deus sobre todas as coisas. E para que possamos lidar com o dinheiro de forma adequada, para que possamos possuí-lo e não ele a nós, precisamos amar a Deus acima de tudo. É o amor a Deus que nos dará clareza para não sermos enganados pelas ilusões que o dinheiro causa. Ele pode nos levar a pensar que somos melhores que outras pessoas. Pode nos levar a perder a família no processo de ganha-lo. Ele que parece ser tão bom, pode ser a raiz de todos os males.

Quanto dinheiro você tem? O problema não está exatamente nisso, mas certamente que, quanto mais se tem, mais cuidado é necessário. Também podemos nos desesperar pela falta de dinheiro, quando não temos o mínimo que nos pareça necessário. Por isso devemos ser zelosos. Tanto com nossas finanças quanto com nossa vida espiritual. Devemos confiar em Deus para termos o nosso pão de cada dia e honrar a Deus com nosso dinheiro. Você pode não se ver, como Jesus, frente a frente com Satanás, mas saiba que ele lhe colocará a prova em relação ao dinheiro e Deus. Escolha o caminho do Mestre e vença o maligno. Cuidado quando a questão é dinheiro. Muita gente já foi pega por seus laços. Escolha amar a Deus acima de tudo. Não seja ganancioso, ao contrário, seja generoso. Que Deus nos guarde das garras do dinheiro!

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui