Vítima de acidente com lancha tem braço amputado

Foto ilustrativa
Porto Seguro – O mototaxista José Salustiano Barros, 37 anos, foi vítima de um acidente com uma lancha quando nadava no mar, sofrendo lesões que levaram à intervenção cirúrgica para remoção do seu braço esquerdo. O acidente ocorreu na última terça-feira, dia 04.  O veículo envolvido foi uma lancha utilizada para o banana boat, uma bóia usada por turistas em momentos de diversão no mar.

A Agência da Capitania dos Portos de Porto Seguro informou que José Salustiano estava cerca de 200 metros distantes da areia, numa área onde as embarcações têm autorização para circular.

Para o capitão-tenente da Agência da Capitania dos Portos Manoel Antônio da Cruz,  é possível que a vítima não tenha sido percebida pelo condutor da lancha, supostamente devido às ondas.

“Abrimos inquérito para investigar as causas do acidente e retiramos a lancha do mar para que fique à disposição da perícia. A princípio, há nada de errado com ela”, declarou Manoel Cruz ao A Tarde. O proprietário da lancha é um cidadão argentino que atende pelo nome Prates, que ainda não prestou depoimento às autoridades.

Prado – Ainda segundo o A Tarde,  a Capitania dos Portos de Porto Seguro divulgou que o inquérito do acidente com a balsa que afundou em Prado, no último dia 2, será finalizado num prazo de 90 dias. “Analisamos fotos e vídeos feitos pela imprensa e por amadores. As fotos dão a ideia de que há superlotação, mas os vídeos não”, afirmou Manoel Cruz.

O empresário Divino Passos, responsável pela balsa,  disse que a embarcação comportava 150 passageiros. Entretanto testemunhas relatam que havia o dobro desse número, sendo que a capacidade era de 200 pessoas. Passos teria se comprometido a ressarcir os turistas prejudicados. O barco foi vistoriado em dezembro.

*Com informações de Mário Bittencourt

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui