Vinícios é a principal esperança de gols no decisivo Ba-Vi de domingo

Vinícios é a principal esperança de gols no decisivo Ba-Vi de domingo. Foto: A Tarde

Principal personagem no polêmico primeiro Ba-Vi do ano, Vinicius voltará neste domingo, 8, ao Barradão para a decisão do título do Campeonato Baiano, contra o Vitória.

O meia tricolor sabe que, especialmente pelo clássico ser com torcida única, será muito visado pela torcida rival, após sua comemoração de gol com a famosa dancinha ter despertado a ira dos rubro-negros na última partida no Manoel Barradas.

Por isso, o jogador afirmou nesta quinta-feira, 5, que, em respeito à torcida do Vitória, não irá comemorar com sua tradicional dança, caso marque um gol.

“Tenho consciência que vou ser o mais hostilizado. Muito se questionou naquele Ba-Vi por que não comemorei com minha torcida. Então, nesse Ba-Vi, deixei bem claro que não vou fazer a dancinha se fizer o gol, por respeito à torcida do Vitória. Aquele episódio lamentável serviu de aprendizado”.

Atual vice-artilheiro da competição estadual, com seis gols, Vinicius celebra seu bom momento e diz que quer coroar a fase com o título no domingo na casa do rival.

“Fico muito feliz com isso da artilharia, mas sempre deixei claro que o mais importante não é uma meta individual, e sim que possa ajudar o Bahia de alguma maneira, seja com gol, assistência, boa atuação, ajudando na marcação. Isso é o mais importante. Com um time podemos ganhar um jogo, mas só com o grupo ganhamos um campeonato. É com esse pensamento, trabalhando sério, que podemos sair com um triunfo e campeões”.

Com a vantagem do empate, Vinicius diz que o Esquadrão deve armar uma estratégia prevendo que rival venha tudo logo no início do jogo.

“Por eles estarem jogando em casa, com o apoio da torcida, temos a noção que, principalmente no início do jogo, eles virão com tudo para cima. Mas podemos ser cirúrgicos e, em um contra-ataque, fazer um gol e prejudicar a estratégia deles”.

Nesta quinta, no Fazendão, o técnico Guto Ferreira comandou mais um treino tático visando à partida de domingo.

Na atividade, fechada para a imprensa, o treinador dividiu a equipe entre titulares e reservas, e aplicou o treinamento tático. Do elenco disponível, não participaram apenas o atacante Kayke, com dores no tornozelo, e o zagueiro Jackson, que se recupera de uma cirurgia no joelho.

Além deles, não poderão jogar no domingo o volante Edson e o zagueiro Rodrigo Becão, suspensos pela briga no último Ba-Vi no mesmo Barradão da decisão.

Renovação com a Caixa

Foi divulgada nesta quinta, com a publicação no Diário Oficial da União, a renovação do contrato entre Bahia e Caixa Econômica Federal. O banco se manterá como o patrocinador máster por mais uma temporada.

O valor do patrocínio é de R$ 6 milhões, o mesmo fechado no ano passado. Entretanto, em caso de conquista de títulos (o estadual não conta, mas o Nordestão, sim), o número pode chegar a até R$ 9,5 milhões. Na última temporada, o teto era de R$ 7,8 milhões.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui