Veja os candidatos que não foram eleitos na região Extremo Sul

Caio Checon, por exemplo, dos seus 15.735 votos, 13.489 vieram de Teixeira, demonstrando que ele teve expressividade em sua terra, mas, não foi eleito. Foto Wesley Morau

No Extremo Sul, tivemos muitos nomes vindos de importantes berços da política, como Eunápolis, Porto Seguro e Teixeira de Freitas, disputando vagas para deputados federais e estaduais – alguns concorreram à reeleição. Muitos não são da região, mas, foram apoiados por prefeitos e outras lideranças políticas da terra.

Dentre os nomes que concorreram para deputado federal conhecidos no Extremo Sul, mas, não foram eleitos, estão Sinval Silva (1.133 votos), Alberto Campos (785 votos), Benito Gama (29.964 votos), João Alcides (451 votos, 240 em seu berço eleitoral, Eunápolis), Pastor Eunápio (1.690 votos/1.045 em Teixeira), Caio Checon (15.735 votos/13.489 em Teixeira), Carlos Vigilante (1.038 votos/534 em Teixeira), Gerson Gabrielli (4.220 votos) e Imbassahy (66.320 votos).

Para estadual que não se elegeram tivemos a seguinte votação com os chamados candidatos da terra: Lucas Bocão (22.969 votos/10.267 em Teixeira); Marta Helena (13.747 votos/12.960 em Teixeira), Gonzaga (6.929 votos/3.605 em Teixeira), Cabo Alencar (4.625 votos/2.990 em Teixeira), Leonardo do Sindicato (2.731 votos/1.229 em Teixeira), Gean Prates (2.433/1.063 em Teixeira), Larissa Oliveira (38.799/9.098 em Eunápolis), Amós (912 votos/533 em Eunápolis), Cordélia Torres (29.056 votos/19.223 em Eunápolis), dr. Renovato (5.467/2.336 em Porto Seguro), Geraldo Simões (14.971), Kock Feregueti (2.067), Teteia do jegue (2.916/2.700 em Eunápolis).

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui