Usina Santa Maria realiza treinamento para identificação, notificação de agravo e doenças relacionadas ao trabalho no enfrentamento à covid-19

Treinamento para enfrentamento à covid-19 é realizado na Usina Santa Maria. Fotos: medeirosneto.com

A Usina Santa Maria (USM) recepcionou, na sua sede administrativa, a equipe do Núcleo Regional de Saúde Extremo Sul, do Governo do Estado da Bahia, representado pela Vigilância Saúde do Trabalhador, Vigilância Sanitária e Saúde Ambiental e equipe dos municípios da Vigilância Epidemiológica (VIEP) de Medeiros Neto e Caravelas, além do Centro Regional de Referência Saúde do Trabalhador (Cerest).

Ocorrido no último dia 22 de outubro, o encontro teve o propósito realizar uma capacitação para o fortalecimento das ações de enfrentamento à Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional (Espin) da doença causada pelo novo coronavírus.

O enfermeiro Alan Barbosa, coordenador da VIEP de Medeiros Neto, explanou sobre a Espin, expondo dados históricos, características da doença, modos de transmissão, métodos diagnósticos e medidas de controle.

Treinamento para identificação, notificação de agravo e doenças relacionadas ao trabalho

O objetivo foi de fortalecer a ação conjunta de enfrentamento com os colaboradores da USM, que foram habilitados para acesso ao sistema nacional e estabelecido o fluxo de notificação de casos suspeitos no junto ao Ministério da Saúde, para atuarem nas ações de notificação e monitoramento dos casos suspeitos e confirmados tanto por parte dos municípios de Caravelas e Medeiros Neto, como dos demais municípios onde residem os trabalhadores da usina.

Outras ações foram propostas, reafirmando o vínculo entre os setores públicos e privados no enfrentamento dos diversos agravos e doenças de relevância na Saúde Pública, em especial, os relacionados ao trabalho.

O gerente de Relações Institucionais da Usina Santa Maria, Marcos Lemos, considerou o evento de extrema importância com a parceria firmada, considerando de “suprassumo” para as ações a serem desenvolvidas no monitoramento dos casos suspeitos e confirmados do covid-19.

Com informações: medeirosneto.com

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui