Uma breve homenagem ao dia do Delegado de Polícia

Delegado de polícia Ricardo Feitosa. Foto reprodução

A data de hoje celebra uma figura importante no Brasil por reconhecer o esforço, a dedicação e o compromisso das autoridades policiais com a segurança da população.

O dia 03 de dezembro é quando se presta homenagem aos delegados de polícia. Profissionais que atuam na investigação e, para além disso, na mediação de conflitos.

Mas, não é de hoje que a atuação dessa autoridade policial começou, vezes outras com até mesmo outras responsabilidades.

Esse trabalho começa desde quando o Intendente-Geral de Polícia da Corte e do Estado do Brasil se instala no Brasil, em 1808.

Como o território já detinha dimensões continentais, administrar a justiça necessitava da delegação de outros funcionários – e daí o nome.

Porém, foi após eventos como a Independência e a outorga da Constituição que o papel dos delegados ganhou mais notoriedade e importância.

Em meio a uma constante luta entre Governo Monárquico e forças locais brasileiras, surgem os delegados de polícia. A Lei n.º 261 de 1841, promulgada em 3 de dezembro do mesmo ano pelo imperador Dom Pedro II atribuía a eles o papel de auxiliarem o Chefe da Polícia da Corte e das Polícias.

À época, os delegados exerciam papéis típicos de juízes criminais. Mais tarde, em 1872, a função deixa de ser de juiz-investigador, sendo exclusivamente dedicado a investigações criminais.

Não é à toa que todos os dias a imagem de um delegado está estampada nos noticiários como aqueles que desvendam crimes, muitos destes de alta complexidade.

Uma história dura, digna de respeito, em torno da construção dessa identidade funcional tão honrada.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui