TJ-BA: desembargadores são investigados por venda de sentenças

Foto: Bahia Notícias

Matéria publicada na revista “Isto é” e replicada no site Bahia Notícias informa que a Procuradoria-Geral da República investiga os desembargadores Gesivaldo Britto e Maria das Graças Osório, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), por supostas vendas de decisões judiciais.

Segundo o site Bahia Notícias, a revista “Isto É” traz a matéria sobre o caso informando que a investigação foi iniciada por um suposto conluio entre os dois desembargadores. Em uma das causas suspeitas, Maria das Graças teria antecipado tutela num caso contratual. A decisão foi suspensa por outra desembargadora. Mas, em seguida, essa nova decisão foi cassada por Gesivaldo.

Conforme a matéria, com uma rápida e volumosa evolução em seu patrimônio, Gesivaldo chamou atenção da Procuradoria, que requereu a quebra de seu sigilo bancário. Recentemente, dois desembargadores aposentados foram denunciados por venda de sentença em um espólio milionário.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui