Tentação e precaução

“E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, porque teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém’.” (Mateus 6.13)

Jesus incluiu na oração as tentações que enfrentamos. Somos pecadores, o que significa que somos enganáveis, estamos sujeitos a ilusões. Significa também que podemos perder o controle e podemos contradizer a nós mesmos, fazendo o que certamente diríamos a outros (e dizemos) que é errado fazer. Ser pecado significa muita coisa. Deus ama pecadores e sabe como lidar com cada pecador. Jesus veio buscar e salvar pecadores, afirmou Paulo (1 Tm 1.15). E o próprio Jesus afirmou que não veio chamar os justos, mas os pecadores. Chamá-los para que mudem divida! (Lc 5.32). Isto inclui a mim e a você. Que fique claro: somos pecadores. Porém, não precisamos ser irresponsáveis.

Se sei que sou pecador, devo tomar cuidado. Jesus alertou que a carne é fraca. Você ainda precisa de alguma prova? Será que ainda está iludido ou iludida, pensando que é diferente, é feito de outro material, e que jamais seria capaz de fazer algo que um outro alguém fez? Bem, dizem as Escrituras que, quem julga, pensa, estar firme, deve tomar cuidado pois pode cair (1 Co 10.12). Por isso Jesus nos mandou orar e vigiar (Mt 26.41). E ao orar, devemos pedir ajuda a Deus para não cairmos em tentações. Pois elas virão. Se oramos isso, devemos também ser cuidadosos com isso. Disse alguém que o diabo a todos tenta, mas há aqueles que revelam-se uma tentação para o diabo!

Devemos ter cuidado para não nos expor, para não nos colocar em situação de risco. Devemos aprender com nossos tropeços. Está claro na oração que Deus pode e quer nos sustentar diante da tentação, mas às vezes nós não queremos. Jesus está nos ensinando que, o primeiro a não desejar cair deve ser eu. Pedir a Deus para não cair é também comprometer-se a não cair. Buscar o que me faz cair é um contra senso. E as vezes é o que fazemos. Peçamos perdão e busquemos mudanças. Cair em tentação jamais acontecerá sem nos custar algo. Tenhamos cuidado. Peçamos ajuda a Deus e sejamos cuidadosos. Que nossas orações incluam as nossas tentações. E se orarmos como devemos, nos tornaremos as pessoas que devemos ser.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui