Teixeira: retorno de prova de vida gera filas de idosos e causa preocupação

Teixeira: retorno de prova de vida gera filas de idosos e causa preocupação. Foto: OSollo

Na terça-feira, 1º de junho, a prova de vida voltou a ser obrigatória para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

E no primeiro dia de realização deste procedimento, o Jornal OSollo recebeu uma denúncia de longas filas e sem organização, formadas em frente da Agência da Caixa Econômica Federal e Banco Bradesco, em Teixeira de Freitas.

Foto: OSollo

Segundo informações, além da extensão da fila e aglomerações, havia idosos, que são grande parte da categoria, expostos ao sol de meio-dia e sem lugares para se sentarem, causando preocupação para quem ali passava.

Foto: OSollo

A equipe d’OSollo esteve no local e, em entrevista, algumas pessoas relataram o que consideram um descaso por estarem na fila há muito tempo. “Desde 10h que estou aqui, estou sentada aqui, não estou passando bem de saúde, mas estou aqui esperando. Deveria ter um atendimento para os idosos, mas não está acontecendo isso”, disse dona Delmira Lopes.

Foto: OSollo

Para dona Nilza Moraes, “nós não queremos bancos e cadeiras, nós queremos um serviço ágil. Muitas pessoas que estão aqui vão fazer prova de vida, porque não preparam uma mesa, somente para prova de vida? Estamos todos misturados. Não há separação nas filas por serviços.”

Em contato com a gerência de um dos bancos, foi explicado que o maior problema são as pessoas não receberem informações corretas de como proceder nesse período de recadastramento. Dessa forma, muitas pessoas enfrentam filas e sem necessidade, uma vez que prazos de suspensão dos benefícios estão sendo prorrogados.

Ainda, foi esclarecido que o banco não está disponibilizando assentos devido à pandemia da covid-19, na intenção de evitar contatos por meio das cadeiras, por ter um risco muito grande.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui