Teixeira: Ônibus Lilás leva mensagem a favor das Mulheres para distrito

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O município de Teixeira de Freitas recebeu nesta terça-feira (18) a Unidade Móvel de Acolhimento à Mulher, conhecido carinhosamente como “Ônibus Lilás”. A iniciativa foi desenvolvida para atender as “mulheres das águas, campo e florestas” e levar-lhes informações sobre a violência contra a mulher e a rede disponível para sua defesa e proteção, um fruto da atuação conjunta dos Governos Federal, Estadual e Municipal.

Teixeira de Freitas é um dos municípios signatários do Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher e participou da por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Departamentos correspondentes. Além do Executivo Municipal, representado por alguns de seus gestores, também compareceram a vereadora Erlita de Freitas e a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, representada pela delegada Kátia Cielber Guimarães.

De acordo com a coordenadora da unidade móvel Katiana Rigaud, todos os territórios de identidade da Bahia serão alcançados pelo projeto, que visita apenas as comunidades fora das sedes dos municípios, por isso, a descrição “mulheres das águas, campo e florestas”. “Nós fazemos uma oficina de sensibilização, com uma equipe multidisciplinar, a ideia é alcançar as mulheres que compõem os dados invisíveis, que não sabem ou não foram encorajadas a defender-se”, explicou ela.

As mulheres do distrito de Santo Antônio foram, então, convidadas pela equipe multidisciplinar da unidade móvel para um bate papo e a partir de um tom descontraído temas sérios foram abordados e as mulheres foram apresentadas às instituições que atuam diretamente contra as diferentes formas de violência de gênero. Para a delegada, “o ganho de ações como esta é informar, esclarecer quem elas podem procurar, a quem recorrer se se sentirem ameaçadas ou sofrerem algum tipo de violência”.

Assistente social, advogada, psicóloga, diversos profissionais participam da roda de conversa e oficina, que tratam da Lei Maria da Penha, fazem orientações e encaminhamentos necessários. Além da parte grupal, o ônibus lilás possui salas para atendimento individual. “Não basta apoiar de longe é preciso fazer acontecer, por isso vim até aqui, temos colocar a mão na massa em defesa de nossas mulheres”, comentou a vereadora Erlita.

 

 

 

Fonte: Ascom da prefeitura

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui