Teixeira: Ônibus é incendiado no bairro Liberdade

(Foto: Teixeira News)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No sábado, 11 de janeiro, supostamente revoltados com a morte de um jovem, moradores do bairro Liberdade, em Teixeira de Freitas, teriam ateado fogo em um ônibus da Viação Santa Clara. Além do ônibus, as chamas se espalharam e ainda atingiram duas residências próximas.

Logo após a ação criminosa o delegado Marcos Vinícius, coordenador regional da Polícia Civil, o perito criminal Marco Antônio Lima, do DPT e o capitão Anilton Almeida, subcomandante do 13º Batalhão da Polícia Militar, estiveram na rua Equador, onde aconteceu o ataque, e juntos estabeleceram uma série de ações na tentativa de identificar e responsabilizar os participantes da ação.

Para conter a euforia de alguns manifestantes, o bairro Liberdade foi ocupado por policiais militares da Companhia de Ações Especiais da Mata Atlântica (CAEMA) e da Companhia de Emprego Tático Operacional (CETO). Essa medida foi considerada essencial para que os ânimos fossem contidos. A partir de agora, as investigações seguem a cargo da Polícia Civil.

A primeira linha de investigação que já está em curso quer saber se a queima do ônibus foi orquestrada. A revolta teria começado após a morte ocorrida na noite da última sexta-feira, 10, do adolescente Jonatas Lima de Oliveira, de 17 anos. Alguns amigos do menor acusavam a polícia de violência, mas o resultado da necropsia feita no corpo do rapaz comprova que ele morreu não por qualquer ação dos militares da CETO, e sim após engasgar-se com o próprio vômito ao tentar engolir uma sacola plástica supostamente contendo droga.

 

 

Fonte: Ronildo Brito/Teixeira News

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui