Teixeira: MP entrega mais 30 projetos de recomposição florestal a produtores rurais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Ministério Público estadual entregou no município de Teixeira de Freitas, extremo sul da Bahia, mais 30 projetos de Recomposição de Áreas Degradadas e Alteradas (Pradas) a produtores florestais da região da Costa das Baleias fomentados por empresas de celulose. A entrega foi realizada pelo promotor de Justiça Fábio Corrêa na última quinta-feira, 3. “Mais de 200 proprietários rurais ainda serão contemplados com essa mesma ação”, informou o promotor.

Segundo ele, a elaboração e entrega dos Pradas estão previstas em Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado pelo MP, no final de 2011, com as empresas Suzano Papel e Celulose S/A, e Fibria Celulose S/A. Os projetos foram produzidos pela empresa Bioflora, com apoio técnico do Laboratório de Ecologia e Restauração Florestal (Lerf) e do Laboratório de Silvicultura Tropical (Lastrop), os dois ligados à Escola Superior de Agricultura Luiz Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo (Usp), localizada na cidade de Piracicaba. O promotor informou que estes modelos de Pradas são pioneiros no Brasil, e também estão sendo aplicados nos estados do Pará e São Paulo.

A assinatura do TAC resultou de discussões articulada pelo MP, durante mais de um ano, sobre os novos dispositivos do Código Florestal e sobre as metodologias mais avançadas de restauração florestal. Os debates contaram com a participação do Lerf, Serviço Florestal Brasileiro (SFB), Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema).

 

 

 

Fonte: MP BA

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui