Teixeira declara calamidade na limpeza pública e prefeito Marcelo Belitardo explica situação

Teixeira declara calamidade pública e prefeito Marcelo Belitardo explica situação – Fotos: OSollo

A população teixeirense enfrenta problemas com a ausência do recolhimento dos lixos na cidade. Nos primeiros dias do ano de 2021 a atual gestão do município de Teixeira de Freitas iniciou os trabalhos com o desafio de “limpar Teixeira”, que ultrapassa a necessária e urgente coleta do lixo urbano, mas, tem sentido metafórico, quando vemos a ação de limpar em uma visão moral – fornecimentos de medicamentos, licitações e apadrinhamentos políticos, problemas recorrentes nos municípios brasileiros; de maneira abrangente, sanar a corrupção.

E nesta segunda-feira, 4 de janeiro, a equipe do Jornal OSollo capturou em algumas imagens o estado em que se encontra Teixeira, com vias tomadas por lixos.

Foto: OSollo

O município se encontra no 4º dia da nova gestão e, nesse início, em declaração feita no último sábado, 2 de janeiro, o prefeito Marcelo Belitardo manifestou publicamente os desafios enfrentados para a limpeza pública: “A cidade está imunda, um caos, lixo pra todo lado, tomamos posse ontem, iniciamos os trabalhos hoje com a intenção de organizar, dentro da legalidade, a limpeza urbana do município, temos que fazer dentro de um processo legal.”

O prefeito disse ainda que “a limpeza deve começar nos próximos dois ou três dias porque estamos querendo seguir a legalidade. Então, tenham um pouco de paciência até iniciarmos esse processo.”

Foto: OSollo

Ao final do ano de 2020, por determinação judicial, foi estipulado um prazo até o dia 29 de dezembro para que a empresa Construpolli Construtora e Incorporação Ltda. fizesse o recolhimento dos lixos nas ruas, mas, a empresa paralisou os serviços de coleta. Com isso, segundo o prefeito dr. Marcelo, qualquer contratação nessa circunstância poderia infringir os trâmites legais para os posteriores serviços, o que não seria perfil da atual gestão. Em live, ele afirmou que está discutindo com a sua equipe as estratégias para a solução da coleta de lixo.

E no sábado, 2 de janeiro, na edição 3.617 do Diário Oficial, no Decreto 128/2021, o Município declara situação de calamidade pública. A ação foi determinada por Marcelo Belitardo com o objetivo de resolução do caos urbano causado pela falta de coleta e transporte de lixo em vias da cidade, caos esse vivenciado pela população teixeirense.

Com esta nova medida, a prefeitura poderá tomar a iniciativa de contratação de uma nova empresa especializada para a execução dos serviços de limpeza pública, de forma emergencial, o que é muito aguardado pela população, que, pelas redes sociais, tem cobrado soluções para o problema.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui