Teixeira de Freitas: Matador do Tenente Queiroz se entrega à polícia em S. Paulo

alt

                                             Aconselhado por familiares, Bruno se entregou à polícia paulista

No dia 15 de novembro de 2015, em um bar do distrito teixeirense de Duque de Caxias, foi assassinado a tiros o militar da reserva José Luiz Firmo Queiroz, conhecido como Tenente Queiroz, 75 anos. Agora, logo depois de um assalto do qual teria participado em Botucatu, São Paulo, entregou-se à polícia paulista Bruno dos Santos Vieira, 19 anos, assassino do Tenente Queiroz e que estava foragido. Os comparsas de Bruno, Erick Fernandes de Araújo e Luan Felipe Fernandes Oliveira, foram presos, depois de flagrados por câmeras de segurança, assaltando um estabelecimento comercial em Botucatu. Bruno conseguiu fugir, mas, devido a gravidade do crime contra o Tenente Queiroz e sua repercussão, familiares, temerosos pela vida do rapaz, o aconselharam a se entregar. Mostrando bastante frieza ao confessar o assassinato do militar, Bruno narrou como praticou o crime. Segundo ele, estava no bar em Duque de Caxias com amigos, ouvindo música, quando Queiroz começou a implicar com eles por causa do barulho. “Eu e meus amigos esperamos meia hora, saímos de moto, voltamos ao bar e eu dei seis tiros nele, atirando também em outros frequentadores do estabelecimento”, contou. Além do tenente, mais duas pessoas que estavam no local foram atingidas, mas sobreviveram. Bruno, em um primeiro momento, se entregou à Polícia Rodoviária Federal (PRF) e foi levado apara Botucatu. Da cidade paulista, ele deve ser recambiado para Teixeira de Freitas, onde deverá ser indiciado e julgado por homicídio.

Da Redação

Foto: Teixeira News

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui