Teixeira de Freitas: 67% dos acidentes de trânsito são de motociclistas

Fotos: Wesley Morau/OSollo

Que a situação do trânsito por todo País é caótica, isso não é novidade para ninguém. Quando se observa o número de motociclistas mortos nos últimos anos, a situação é ainda mais grave quando comparado com outras categorias. Um estudo divulgado no ano passado pelo “Retrato da Segurança Viária no Brasil”, constatou que entre 2002 e 2013, o número de mortos em acidentes de trânsito no Brasil triplicou em 11 anos.

No caso específico de Teixeira de Freitas, a assessoria do SAMU informou ao Jornal OSollo que são atendidos “em média 55 (cinquenta e cinco) acidentes motociclísticos mensais, o que corresponde a 67% do total das vítimas de trauma atendidos no perímetro urbano de nossa cidade, sendo em sua maioria acidentes leves com escoriações e fraturas de membros, com raros casos de fatalidade”. Sendo que “o maior número de ocorrências se concentra nos horários de pico”, isto é, entre “07h às 08h e 18h às 20h, reduzindo esse número em dias chuvosos”, conforme declarou a assessoria do SAMU.

Contudo, nem todos os casos são contabilizados, entrando nas estatísticas apenas aqueles que são registrados sejam pelos atendimentos do SAMU ou por ocorrência policial; excluindo, portanto, os acidentados que se retiram do local antes da chegada do serviço de atendimento móvel.

Tendo em vista que em muitos casos esse problema ocorre devido à imprudência dos motociclistas, o CIRETRAN de Teixeira de Freitas vem desenvolvendo formas de conscientização a fim de garantir que após adquirirem a habilitação não se esqueçam do que foi aprendido. Razão pelo qual o CIRETRAN promove a realização da Blitz Educativa, com o objetivo de lembrar tanto motociclistas quanto motoristas a respeito da legislação de trânsito.

Coordenadora da 24ª CIRETRAN de Teixeira de Freitas, Tatiane Ruas

A importância desta iniciativa está na prevenção de acidentes e, por conseguinte, de mortes, “pois, as estatísticas dizem que a gente esquece o que aprende na autoescola, e que a cada 54 segundos alguém sofre um acidente de trânsito [no Brasil]. E a cada 22 minutos morre alguém em decorrência destes acidentes. Além disso, 70% dos acidentes decorrem de falha humana. Pensando nisso, a gente tenta fincar na cabeça das pessoas o papel da responsabilidade individual”, informou a coordenadora da 24ª CIRETRAN de Teixeira de Freitas, Tatiane Ruas.

Secretário de Segurança e Cidadania Cap. Leonardo Álvaro de Vieira

Devido ao número de casos, há a necessidade da gestão municipal de promover melhorias que previnem os acidentes. Por esse motivo, “o primeiro viés que precisamos intervir na cidade é a questão da engenharia das vias e de seus acessos; e isso já foi desenvolvido como foi noticiado pela imprensa local, com a visita dos engenheiros de trânsito, a pedido do prefeito Temóteo Brito”, explicou o secretário de Segurança e Cidadania Cap. Leonardo Álvaro de Vieira.

Durante sua visita ao município, os engenheiros passaram uma semana fazendo “um levantamento topográfico dos principais pontos de estrangulamento de trânsito em nossa cidade, que depois levaram estes dados para poderem propor um projeto de sinalização semafórica e de intervenção em termos de engenharia na via”, disse o secretário.

 

 

 

 

 

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui