Edésio Lima é libertado

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) acatou pedido de Habeas Corpus impetrado pela defesa do ex-secretário de Governo e Comunicação da Prefeitura de Porto Seguro Edésio Lima Dantas. A decisão, em caráter liminar, ordenou a soltura do político na última quinta-feira, 28/10, o que foi prontamente acatado. Edésio se encontrava custodiado na Polinter de Salvador desde o dia 10 de março, quando se apresentou à polícia. Lima é acusado pelo Ministério Público de ser o mandante dos homicídios dos professores Álvaro Henrique Santos, 28, e Elisney Pereira dos Santos, 32, dirigentes da APLB Sindicato de Porto Seguro, mortos a tiros no dia 17 de setembro de 2009.

 

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui