“Só um aviso aqui”: Votar em branco não anula outros votos, como diz boato de WhatsApp

Circula no WhatsApp uma mensagem que diz que o voto é considerado parcial e é anulado quando o eleitor vota somente no presidente e em branco nos demais candidatos a outros cargos (governador, deputado federal, deputado estadual e senador). De acordo com a mensagem, o voto só é computado como válido se for “completo”. A mensagem é #FAKE.

Mensagem com conteúdo falso diz que voto apenas em presidente não é computado como voto válido — Foto: Reprodução/ WhatsApp

A resolução 23.554, que dispõe sobre os atos preparatórios para as eleições de 2018, afirma que se o eleitor confirmar pelo menos um voto, deixando de concluir a votação para os demais cargos, o presidente da mesa receptora de votos o alertará sobre o fato, solicitando que retorne à cabine e conclua a votação.

Se o eleitor se recusar, o presidente da mesa deverá, utilizando-se de código próprio, liberar a urna a fim de possibilitar o prosseguimento da votação, sendo considerados nulos os votos não confirmados, e entregar ao eleitor o respectivo comprovante de votação. O voto já digitado, porém, é aceito.

Neste ano, o voto para presidente é o último a ser digitado na tela. Ou seja, é preciso que o eleitor, de toda forma, vote para os outros cargos antes. E o voto em branco é permitido.

Procurada, a assessoria de imprensa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) diz que a mensagem é totalmente falsa.

O Glossário Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) explica que o voto em branco é aquele em que o eleitor não manifesta preferência por nenhum dos candidatos. Para votar em branco, basta pressionar a tecla “branco” na urna e, na sequência, a tecla “confirma”.

Fonte: G1 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui