SINAIS FALSOS E VERDADEIROS

“Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres? Então eu lhes direi claramente: Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês, que praticam o mal!” (Mateus 7.22-23)

Como é possível alguém que profetiza em nome de Jesus, expulsa demônios e realiza milagres, não vir a ser reconhecido por Ele como um de Seus seguidores? Como um de seus discípulo? Não é fácil explicar como é possível, mas Jesus deixa claro que é. Isso nos leva a pensar sobre quais seriam os verdadeiros sinais na vida de quem Jesus reconhece como seus. Só Deus vê o coração, mas talvez haja sinais confirmadores. As palavras de Jesus colocam sob júdice os sinais que elegemos, as coisas que tanto nos impressionam. Corremos o risco de nos iludir com o que nos parece grande, impressionante, mas que simplesmente nada representam para Cristo. Nenhum valor tem no Reino de Deus.

Precisamos rever nossos conceitos. Precisamos ouvir o Evangelho, ouvir Jesus. Se profecias, exorcismo e milagres, que tanto nos impressionam podem ser realizados por pessoas que nada tem a ver com Jesus, embora usem o seu nome, devemos ter cuidado. O Reino de Deus jamais será o que pretendemos fazer dele. Podemos nos iludir e jogar confetes uns nos outros, mas diante de Deus só subsiste a verdade segundo os padrões do Reino de Deus. Creio que, em última análise, somente Deus pode julgar cada pessoa. Só Ele sabe verdadeiramente. Mas Jesus falou sobre o amor em nossas relações como algo inegociável. Por isso João afirmou que, quem não ama, não conhece a Deus, pois Deus é amor (1 Jo 4.8). Podemos fazer maravilhas sem verdadeiramente andar com Jesus. Mas se andarmos verdadeiramente com Jesus, amaremos. E se amarmos, serviremos.

Nossos arranjos religiosos, nossas declarações doutrinarias e nossas regras morais não são determinantes. Devemos olhar mais além, aprender a amar e servir. Profecias e sinais extraordinários podem até estar presentes. Mas se não entendemos o lugar e o significado do amor, teremos nos desviado de Cristo. O ponto de conexão entre nós e Deus é o amor. Seu amor em nós nos faz pessoas melhores, nos leva a amar. Não é fácil questionar aquilo a que tanto estamos acostumados. Não é fácil aprender a ver de forma nova. Mas pode ser que seja preciso e indispensável. Que o Espírito Santo nos abra o olhos, os ouvidos e a mente. Mas atenção: Ele somente fará isso se realmente quisermos.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui