Sexta-feira (7) acontece a última Feira da Agricultura Familiar de 2018; prestigie!

Produtos diretamente das mãos do produtor rural. Fotos: Ascom PMTF

Acordar cedo, dá um pulinho na feira e comprar produtos fresquinhos diretamente da mão de quem produz – assim será sua sexta-feira, 7 de dezembro, na praça da Bíblia, de 08  às 16 horas, anote aí!

Mas, a 8ª edição da Feira de Agricultura Familiar será mais que isso, conforme Dori Neves, secretário de Agricultura de Teixeira de Freitas, a última feira de 2018 será um grande evento, com diversas novidades que celebrarão as conquistas obtidas pelo projeto no ano que se finda.

A proposta é a última feira do ano resumir o espírito e a política da secretaria em relação às feiras da agricultura familiar. Para tanto, terão muitos parceiros, como IF Baiano, os integrantes do Economia Solidária, Secretaria de Meio Ambiente com jardinagem e mudas de arvores nativas, a Divisão de Cultura, coordenada por Pires, estará presente também.

Quem também procurou a Secretaria que Dori comanda foi o Banco no Nordeste, pedindo espaço para expor durante a feira suas linhas de crédito – Agroamigo, para o homem do campo; Credamigo, crédito urbano.

Segundo o gerente de carteira rural do Banco do Nordeste, especialmente ligado à agricultura familiar e miniprodutor rural, durante a feira o Banco fará o “trabalho de divulgação  de nosso microcrédito, este programa que está sendo desenvolvido é parecido com as agências itinerantes que  o Banco do Nordeste já trabalha há muitos anos, é o Acelera microcrédito, tanto para o produtor rural (Agroamigo), quanto urbano (Credamigo). Vamos prospectar novos negócios, fazer mais clientes”.

Esta feira do próximo dia 7 terá agricultores de outras cidades, clientes do Banco do Nordeste, que convidou diversas entidades ligadas ao meio rural das cidades que abrange, como Caravelas, Alcobaça, Mucuri e da própria Teixeira.

Para dar espaço ao Banco falar aos presentes, antes do início da feira haverá um café da manhã para os produtores e a palestra com o Banco do Nordeste.

O sucesso da feira é notável e os produtores estão muito animados, segundo o secretário. A empolgação é justificável, pois a Feira da Agricultura Familiar, realizada mensalmente, caiu nas graças do povo, que busca produtos de qualidade e com preço diferenciado, o que é ofertado na feira, já que os alimentos produzidos na agricultura familiar, genuinamente, tem menos defensivos agrícolas e adubos químicos, o valor que chega ao consumidor é isento dos acréscimos de atravessadores, já que a compra é feita  diretamente nas mãos de quem produz.

E para consolidar a feira como conquista do município e garantir sua perpetuação, Dori conta que já articula, junto a Polímata, institucionalizar a feira, criar uma comissão e um estatuto da feira, tornando-a uma instituição juridicamente independente. “Ela pode, inclusive, conseguir outros recursos no futuro”, destaca o secretário.

Para o ano que vem, Dori garante que a feira será quinzenal, com a promessa de, havendo a fidelização maior ainda dos clientes, torná-la semanal – objetivo maior do secretário e produtores.

A Fibria, por meio da Polímata, solicitou à Agricultura e terá um espaço para demonstração (a Polímata tem um projeto em estágio avançado em Alcobaça envolvendo farinheira sustentável, que em breve, chegará a Teixeira).

Jeilly Viviane, da Polímata, declarou que a feira “tem sido superimportante para os agricultores terem contato de venda direto com o consumidor final, este sabendo que é um produto da agricultura familiar do entorno, que promove desenvolvimento regional que está apoiando famílias a se manterem no campo de forma mais digna, produzindo um alimento de qualidade, sem agrotóxicos”.

Segundo ela, “a Prefeitura de Teixeira de Freitas tem dado todo apoio a este trabalho, Secretaria de agricultura tem sido grande parceira do Programa de Desenvolvimento Rural Territorial (PDRT) da Fibria, a Polímata vem conseguindo ter avanços no sentido de estar fazendo conexão entre agricultores e secretaria”.

Jeilly  entende que o retorno é positivo dos agricultores na feira, “todos motivados e outros interessados em participarem da feira, que  promove desenvolvimento e facilita a venda direto do agricultor para seu consumidor, encomendas feitas pra entregar ao longo da semana, remessas regulares  e maiores”, e define a feira como “ação superpositiva e de grande valor pra agricultura  familiar no território”.

Diante dos elogios dos que estarão envolvidos nesta última feira do ano, só resta o convite do secretário de Agricultura para que você vá celebrar com os produtores as conquistas de 2018 e prospectar coisas melhores para o ano que vem: “Vá prestigiar o produtor rural”.

Informações: Foco no Poder

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui