Seu chamado e sua vocação

“Nele, quando vocês ouviram e creram na palavra da verdade, o evangelho que os salvou, vocês foram selados com o Espírito Santo da promessa, que é a garantia da nossa herança até a redenção daqueles que pertencem a Deus, para o louvor da sua glória.” (Efésios 1.13-14)

Certa vez, estando num auditório com muitas pessoas, ouvi um homem dizer: “Dos pais que estão aqui hoje, eu sou o mais feliz!” Logo minha atenção foi despertada. Queria saber porque ele assim pensava. Então o homem deu a explicação: “Tenho um filho pastor, uma filha missionária e meu terceiro filho está se preparando para ser pastor”. E passou a esclarecer sua visão de o serviço religioso lhe parecia a mais elevada e santa vocação. Há muita gente pensando assim. E por isso alguns concluem que, para servir a Deus, precisam ingressar no serviço religioso. Mas isso é um engano. Se há vocação para o serviço religioso, ótimo. É onde ser deve estar. Mas servir a Deus não acontece exclusivamente nele. Todas as vocações podem ser santas e são caminhos para o serviço a Deus.

O que torna tudo santo e nos faz parte da Missão de Deus no mundo, é o fato de pertencermos a Ele. Tendo sido selados com o Espírito Santo, tudo estará santificado em nossa vida. Mas por não entendermos assim, não amadurecemos para viver honrando a Deus em todas as coisas. Quando entendemos errado o Evangelho, vivemos equivocadamente a vida. Não entendemos nosso lugar e nosso papel. Precisamos entender o significado e os efeitos do Evangelho de Jesus. Não importa sua profissão, ela é uma santa vocação. Não importa se ainda apenas estuda ou se está aposentado. Você não virá a ser um dia e também não deixou de ser. Você, eu e todos somos sempre gente que Deus deseja usar. Todos somos vocacionados. O tempo todo, cada dia de nossas vidas. Por isso hoje é dia de exercermos nossa santa vocação.

Fomos selados com o Espírito Santo. Podemos ser influenciados por Deus para abençoarmos pessoas. Para que haja mais amor neste mundo. Para que os esquecidos se vejam lembrados. Para que os famintos comam algo! Não somos reféns do espírito deste século, marcado por egoísmo e orgulho, mas pelo Espírito de Deus. Ele é que nos marca e suas características envolvem amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio (Gl 5.22-23). Então viva assim, como alguém que em tudo procura honrar a Deus e fazer Sua vontade. Faça compromissos com o que é bom, com o que louvável, como o que promove vida. Ame e sirva como se não fosse ter outra oportunidade. Viva seu chamado e manifeste sua vocação. Há um mundo de oportunidades esperando por você! Viva e honre a Deus!

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui