Sem voto do PT, Nilo assume quinto mandato como presidente da ALBA

Deputado estadual foi eleito presidente do legislativo com 51 votos.

Candidato petista se diz contra reeleição por tempo indeterminado.

Marcelo Nilo (PDT) foi escolhido para comandar a Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA-BA) pelo quinto mandato consecutivo, dos sete como deputado estadual. Rosemberg Pinto (PT-BA) retirou a candidatura e saiu do plenário com a bancada do Partido dos Trabalhadores (PT), que não votou em protesto ao método de reeleição por tempo indeterminado. A sessão aconteceu na tarde desta segunda-feira (2), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

Com 11 parlamentares petista a menos, Nilo foi eleito com 51 votos favoráveis e um branco. O G1 não conseguiu contato com Marcelo Nilo e com Rosemberg Pinto.

A bancada do PT decidiu, de forma unânime, em reunião no domingo (1°), a posição contrária à reeleição para presidência da Assembleia Legislativa por tempo indefinido. O líder do governo na Alba, Zé Neto (PT-BA), diz não ter votado para acompanhar o governador Rui Costa no voo inaugural que liga agora Feira de Santana a Campinas, em São Paulo (SP). “Me mantive distante disso tudo, foi uma preferência do partido. Eu não estaria lá por conta do voo inaugural. Na condição de líder, vou servir mais de bombeiro do que de gasolina. Fiquei distante desse processo e quero encontrar uma saída tranquila”, afirma.

Mesa diretora

Os novos membros da mesa diretora, eleitos na mesma ocasião, são: primeiro vice-presidente, o deputado Adolfo Menezes (PSD), segundo vice-presidente Tom Araújo (DEM), terceiro vice, Carlos Geilson (PTN), quatro vice, Pastor Sargento Isidório (PSC), primeiro secretário é Leur Lomanto Júnior (PMDB), segundo secretário Aderbal Caldas (PP), terceiro secretário Fabricio Falcão (PCdoB) e quatro secretário Sidelvan Nóbrega (PSL).

Fonte: G1

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui