Secretaria de Saúde adquire novos equipamentos no combate ao  aedes aegypti 

Como reforço às ações de controle e combate do mosquito transmissor da dengue, zika  chikungunya e febre amarela, a Secretaria da Saúde de Porto Seguro conquistou mais uma importante ferramenta que objetiva a eliminação  do vetor. Esta semana, o Departamento de combate às endemias foi contemplado com duas novas bombas de pulverização. São equipamentos costais motorizados, usualmente chamados de fumacês portáteis, porque são conduzidos nas costas pelos agentes de endemias, ampliando a capacidade de pulverizar inseticidas em áreas abertas, como praças, ruas, residências.

O secretário de Saúde, Kerrys Ruas, comemorou a chegada das bombas costais, mas enfatiza a necessidade da atuação social em parceria com a prefeitura. “Estamos muito felizes com a chegada dessa ferramenta importantíssima. Ela vem contribuir, ainda mais, no combate ao aedes aegypiti. Mas é de suma relevância destacar o papel fundamental que cada cidadão, em ação conjunta com o poder público, mobilize esforços para eliminar, ainda mais, os criadouros do mosquito  contribuindo para a redução dos casos das doenças no município de Porto Seguro”, declara.

Trabalho permanente

Executado pela Equipe Especial de Bloqueio e Fumacê, o aparelho também chamado de UVB portátil (Ultra Baixo Volume), atua com a pulverização de inseticida que atinge de forma letal o vetor em sua fase adulta. O diretor de vigilância em saúde ambiental, Osvaldo Brans, explica  que o município realiza trabalho contínuo de monitoramento sobre o surgimento de casos suspeitos e confirmados para direcionar a utilização das bombas costais, como também a inclusão de demais procedimentos e, assim, fazer o bloqueio.

“As ações para prevenção e controle do aedes aegypit  são realizadas de forma continua e intensificadas com o trabalho das equipes de Educação Popular em Saúde, com o trabalho de campo dos agentes de combate às endemias e o bloqueio de todos os casos suspeitos e ou confirmados. Além dessas ações, os profissionais de saúde estão sensibilizados quanto à notificação de casos suspeitos com a finalidade de detecção precoce e resposta rápida para instituir o adequado tratamento e controle da doença”, pontua.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui