REFLEXÕES SOBRE A PANDEMIA

Tudo muito triste…
Aquele que tiver a real solução para esse problema que atire a 1ª pedra!
Atire no Prefeito que fechou a cidade e mandou todos pra casa.
Atire no Presidente que pede pra abrir a cidade e a volta ao trabalho.
Atire nos médicos que pedem o isolamento social para evitar o colapso no sistema de saúde.
Atire nos economistas que pedem para voltar à rotina, prevendo um colapso financeiro…
O negocio é atirar pedras!
Se voltar tudo a funcionar, vão morrer quantas pessoas?
Se ficar em isolamento social, vão fechar quantas empresas? Vou responder:
Ninguém sabe!
Quando um problema não tem solução, elegemos um culpado, um inimigo, um vilão…
Não! A culpa não é do Prefeito!
Não! A culpa não é do Governador!
Não! A culpa não é do Presidente!
Nem dos médicos, nem dos economistas e nem do Ministro da Saúde.
Eles estão tão perdidos quanto todos nós.
Tão perdidos quanto todos os líderes mundiais.
Fomos pegos de surpresa sem manual de procedimentos.
Cada um acha uma coisa, mas ninguém tem certeza.
Então, quem sabe não é a hora de parar de perder tempo atirando pedras e dando palpites, e começar a orar mais, amar mais, chorar mais, valorizar mais os amigos e a família…
Chega de ódio!
Talvez seja essa a solução!
Éramos todos humanos, mas a religião nos separou, a política nos dividiu, o dinheiro nos classificou.
Até que chegou vírus e nos igualou.
Pensamos nisso!

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui