Reeleito, Rui Costa visita o Extremo Sul e mobiliza prefeitos em apoio a Fernando Haddad

Rui Costa percorre a Bahia em apoio a Fernando Haddad. Fotos: Elizeu Portugal/OSollo

Na manhã desta quinta-feira (18), o governador Rui Costa (PT) visitou a cidade de Teixeira de Freitas pela primeira vez após ter sido reeleito com uma votação histórica na Bahia. O encontro foi com lideranças políticas e civis de todo o território de identidade do Extremo Sul.

Rui discursa para lideranças do Extremo Sul

O intuito foi de agradecer pelo resultado das eleições no primeiro turno e mobilizar apoiadores e militância para a campanha do presidenciável Fernando Haddad, do PT. Estiveram presentes prefeitos (entre eles, o presidente da União dos Prefeitos da Bahia, Eures Ribeiro, de Bom Jesus da Lapa, e o anfitrião, Temóteo Brito), ex-prefeitos, deputados eleitos, vereadores e representantes de associações e sindicatos e comunidade em geral.

Rui e Haddad saíram vitoriosos no Extremo Sul, com uma boa vantagem dos seus adversários na disputa, respectivamente José Ronaldo e Jair Messias Bolsonaro (PSL). Exceto em Teixeira de Freitas, uma das únicas seis cidades baianas em que Bolsonaro venceu nas urnas.

O governador reeleito respondeu perguntas da imprensa regional

Para a imprensa, Rui ressaltou seu compromisso com um novo hospital que atenda em alta complexidade aos 13 municípios da região e questionou declarações e atitudes do opositor de Fernando Haddad pela presidência. “Eu aprendi com meus pais que mais vale o exemplo e a prática do que as palavras. Eu educo meus filhos com livros e a Bíblia infantil; não podemos educar com violência, ensinando a fazer sinal de arma. Preciso de um presidente que goste do Extremo Sul”, disse.

Questionado sobre o evento em que Cid Gomes, irmão do ex-candidato Ciro Gomes, fez declarações contra o Partido dos Trabalhadores (PT), Rui disse que deveriam ser desconsideradas em função do contexto em que o Brasil vive e que foram, possivelmente, ditas em um momento de irritação. “O Brasil precisa se unir. Chega de ódio, chega de raiva. Não é hora de pregar a divisão. O povo brasileiro não é racista, não é violento”, comentou.

A sociedade civil compareceu em acolhimento ao governador

O governador ainda comentou sobre outras obras e ampliações na rede de ensino, em especial, no Colégio da Polícia Militar.

Entre os prefeitos locais, estiveram: Léo Brito, de Alcobaça; Zulma Pinheiro, de Itanhém; Mayra Brito, do Prado; Calixto Ribeiro, de Ibirapuã e dr. Carlos, de Mucuri. Demais gestores apoiadores foram representados.

De Teixeira, o governador da Bahia seguiu para Porto Seguro, contemplando assim os dois territórios: Extremo Sul e Costa do Descobrimento.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui