Ragatony e Guig Gueto agitam noite de Porto Seguro

O cantor Ragatony e a banda Guig Gueto são as principais atrações da noite de carnaval desta segunda-feira, 7, em Porto Seguro, a 709 km de Salvador, no extremo sul baiano. A programação oficial começou por volta das 22h, mas antes os blocos alternativos desfilam na Passarela do Descobrimento, principal local da festa.

Durante o dia, a animação ficou por conta das barracas de praia, as quais ofereceram bandas locais para o público, acompanhados de dançarinos e coreografistas. Mas para se chegar às barracas não está sendo nada fácil, devido ao engarrafamento na orla norte da cidade. Para se ter uma ideia, um percurso feito entre 20 minutos e meia hora está sendo concluído em até 2 horas. Segundo a Secretaria Municipal de Trânsito, pelo menos 10 mil veículos estão circulando na orla da cidade durante o carnaval.

A prefeitura local fez um desvio pela Rua do Telégrafo, nas imediações da entrada do baixo Mundaí e também próximo a Barraca do Gaúcho, na orla norte, paralela à Av. do Telégrafo. Porém, devido a pouca divulgação, só quem pega esse trecho são os nativos. “Dá uma canceirazinha, mas é carnaval e estamos levando na esportiva”, disse, sobre o engarrafamento, o mineiro de Caratinga, Luiz Algusto de Souza, 38, que ia num bugre alugado. “Estive aqui no Réveillon desse ano e estava a mesma coisa, já deveriam ter pensado em outra solução mais cedo”, reclamou Jorge Góes, 27, do Rio de Janeiro.

Folia
E durante a noite no carnaval da cidade, o congestionamento é de pessoas. Segundo a Polícia Militar (PM), o público estimado na Passarela do Descobrimento é de cerca de 150 mil pessoas, a grande maioria delas turistas. A assessoria de imprensa da prefeitura local informou que espera-se um aumento de 35% no número de turistas, em relação a 2010. Nos hotéis, a taxa de ocupação é de praticamente de 100%, segundo a assessoria. Porto Seguro tem cerca de 45 mil leitos, o segundo maior do Estado, perdendo apenas para Salvador. Nesta segunda, festas acontecem também em Arraial d’Ajuda e Trancoso, ambos distritos de Porto Seguro.

A noite de domingo, em Porto Seguro, foi animada principalmente pelos pagodeiros do Raça Negra e do Pagodart, atrações principais. Blocos alternativos e bandas da região animaram a festa também. Para o paulista Daniel Santana de Almeida, 54, em sua segunda vez no carnaval da cidade, a presença de pagodeiros na festa faz com que haja uma maior diversidade de estilos musiciais, “o que já vem sendo uma característica dos carnavais afora”, na opinião dele.

E não são só os foliões quem comemoram: as pessoas que apreveitam a época para tirar uma grana a mais também estão eufóricos. O gaúcho Pedro dos Santos, 28, está com a esposa e mais dois irmãos vendendo capeta (bebida feita com guaraná, leite condensado e vodka) na Passarela do Descobrimento. Eles são um dos cerca de 250 ambulantes que receberam autorização da prefeitura, promotora da festa com apoio da Bahiatursa, para comercializar seus produtos. “Estou satisfeito com as vendas este ano, melhores que o ano passado. Planejo já voltar ano que vem”, diz o rapaz, que viaja o Brasil participando de eventos.


Fonte: Mário Bittencourt / A Tarde

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui