PT leva milhares à convenção que oficializa chapa para eleições na Bahia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A convenção que oficializa os candidatos do governo baiano na eleição de outubro levou milhares de pessoas ao Parque de Exposições de Salvador, nesta sexta-feira (27/6).

Otto Alencar, postulante ao Senado pelo PSD e integrante da aliança que procura eleger Rui Costa ao governo do Estado, disse que estava sentindo a maior emoção de sua vida.

Ele destacou o que considera conquistas dos governos Lula e Dilma, como a consolidação do Bolsa Família e o aumento real do salário mínimo no país. E agradeceu a presença de militantes e e simpatizantes das diversas regiões da Bahia. “Tem gente que viajou 14h para estar aqui e ninguém recebeu dinheiro”, garantiu.

No Parque de Exposições, Rui Costa se referiu ao grande número de pessoas, presente ao Parque de Exposições – mais de 15 mil, segundo cálculos feitos pelo deputado Marcelo Nilo (PDT), presidente da Assembleia Legislativa. “Está cheio do lado de dentro e lá fora há uma multidão que não conseguiu entrar.” O candidato do PT disse que “a militância foi por amor”.

João Leão (PP), candidato a vice-governador, fez um discurso em que falou de Rui Costa como uma das grandes figuras que encontrou, destacando a construção da Ferrovia Oeste-Leste.

Corrupção e economia 

Presente à convenção, o ex-presidente Lula defendeu a moralização da política e uma reforma capaz de segundo ele devolver o crédito perdido. Para ele, a política se tornou “uma coisa vergonhosa” aos olhos do povo. Mas considera ter havido avanços nas áreas solcial e econômica. “A gente andava de pau-de-arara. Agora anda de avião.”

Lula disse que a economia de hoje é melhor que a de 12 anos atrás e afirmou que o País cresceu comandado “por um metalúrgico e uma mulher”. Segundo ele, seu primeiro legado foi fazer o País andar de cabeça erguida. E voltou a culpar a imprensa. “A juventude brasileira não tem informação correta porque as coisas boas que acontecem neste país a gente não vê na TV.”

E sobre a corrupção, também culpou a mídia. “Antes do PT corrupção não aparecia nos jornais por que eles jogavam para debaixo do tapete.”

Ele considera que a Petrobras está fortalecida e que se a imagem da companhia encontra-se arranhada isso também se deve aos jornalistas. “Dilma fez o que 98% dos brasileiros querem que ela faça: ela fortaleceu a Petrobras. Não saiu na imprensa.”

O ex-presidente disse que o Brasil só está crescendo menos do que a China. Na verdade, enquanto se espera um crescimento de 7,5% para a China, em 2014, de 5% para os países emergentes, 3,5% para a média mundial e 2,5% para a América Latina, o Brasil deve crescer apenas 1,6%, de acordo com a última projeção feita pelo Banco Central.

E, ao criticar os que apontam o desempenho considerado frustrante da economia, Lula acabou dando munição aos seus opositores. De acordo com ele, o mercado financeiro nunca ganhou tanto dinheiro quanto durante o governo do PT. “O tal de mercado nunca ganhou tanto dinheiro quanto ganhou agora. Falta bom senso pra falar das conquistas do Brasil.”

 

 

Fonte: Tribuna da Bahia

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui