PSCAPS comemora um ano de trabalho social em Teixeira

Reflexão apresentada pelo pr. Edval Galvão, a qual seria o dr. Argenildo Fernandes que justificou a sua ausência. Fotos: OSollo

No último fim de semana, a Casa de Apoio Solidário – PSCAPS é uma iniciativa da Igreja Batista Central (IBC) de Teixeira de Freitas, por meio do Ministério Geral de Relações Públicas, promoveu uma programação especial para comemorar seu primeiro aniversário.

No dia 23 de março, sábado, ocorreu uma Confraternização na Casa de Apoio, localizada na rua Rubens Mota Dantas, nº 147, no Residencial Pioneiro.

Diretor-geral da PSCAPS, pr. Estêvão Vilas Boas

Já na noite deste domingo, 24, foi realizado um Culto de Homenagem e Gratidão na sede da IB Central. O evento homenageou 67 pessoas pelos feitos oferecidos à Casa e contou com a presença de vários convidados.

Entre as personalidades presentes: o empresário Caio Checon, o vereador Jonathan Mollar, acompanhado por sua esposa, Joyce Souza, o ex-vereador Ednaldo Rezende, empresários e pastores.

Pastor titular da Igreja Batista Central, Jônatas David

O diretor-geral da PSCAPS, pr. Estêvão Vilas Boas, contou que o projeto foi elaborado durante nove meses por toda uma equipe com o objetivo de acolher cuidar e amar pessoas advindas de outras localidades.

Ainda segundo ele, as pessoas acolhidas recebem cuidado espiritual e emocional enquanto acompanham pacientes na rede hospitalar da cidade. Quem sustenta o trabalho é um grupo de diverso de pessoas que se voluntariam.

O vice-presidente da PSCAPS, Josué Miranda, o diretor-geral, pr. Estêvão Vilas Boas, o tesoureiro, Valber Laiber e o ministro de Relações Públicas, Wadson Costa

O pastor deixou um espaço para receber o amor solidário de outros interessados.

Nós não temos nenhum vínculo com o município. É um prazer ter vocês como parceiros da Casa de Apoio. Para a pessoa chegar  e conhecer a Casa, pode me procurar primeiro“, disse.

O telefone do diretor-geral é (73) 9.8112-8368 e será orientado sobre como ajudar este trabalho social.

A Casa recebe pessoas que acompanham doentes em busca de tratamento médico e internamentos em hospitais públicos, advindos do interior do município e cidades da região e de outros estados. Geralmente, elas não têm onde ficar, nem condições de arcar com alimentação e hospedagem.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui