Projeto Semente de Cidadania levou inclusão social para pessoas com deficiência, em Ilhéus

Projeto Semente de Cidadania. Foto: Clodoaldo Ribeiro

“Acredito que as coisas estão mudando. Parabenizo todos os envolvidos por nos proporcionar um dia como esse”, ressaltou Reinaldo Alves, 38 anos, que sofreu um acidente dois anos atrás, que o fez perder os movimentos das pernas e, desde então, não tinha mais ido à praia.

Esse foi um dos relatos emocionantes durante o lançamento do Projeto Semente da Cidadania, realizado pela Prefeitura de Ilhéus, através da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), em parceria com o Instituto Global Brasil. O evento aconteceu na manhã de sábado, 6, em frente à Cabana Guarani, na Rodovia Ilhéus-Olivença.

Projeto Semente de Cidadania. Foto: Clodoaldo Ribeiro

Mais de 50 pessoas com deficiência participaram do lançamento oficial do projeto. A manhã de atividades físicas, como bodyboarding, stand up paddle, surf, slackline foi acompanhada por monitores e estudantes do curso de Educação Física, da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), e pelo Doutor em Educação Especial, Joslei Viana. Com muito lazer e inclusão social, a cerimônia foi prestigiada pelos prefeitos de Ilhéus, Mário Alexandre, e de Jequié, Sérgio da Gameleira. Também estiveram presentes a secretária de Desenvolvimento Social (SDS), Soane Galvão, o campeão baiano de bodyboarding, Lucas Rodrigues, e o técnico da Seleção Brasileira de Surf Amador, Gabriel Macedo.

Na oportunidade, os participantes sentiram total segurança, com a presença de salva-vidas no local. Foram distribuídas gratuitamente camisas de proteção contra radiação ultravioleta (UV) e filtros de proteção solar (FPS). Augusto Sérgio, 54 anos, cadeirante, contou que, há pelo menos 10 anos, não ia à praia, e que, pela primeira vez, participou de um projeto pertinente, como o “Semente de Cidadania”. “Pra mim é uma oportunidade única, um dia diferente, vir à praia, tomar banho de mar, praticar atividade física e me divertir. Isso faz a diferença e muda a minha vida”, completou.

Projeto Semente de Cidadania. Foto: Clodoaldo Ribeiro

Por sua vez, o prefeito Mário Alexandre destacou que o município pretende fortalecer cada vez mais o Projeto. “Criar parcerias com outros municípios, faculdades e setores organizacionais da sociedade, dando exemplo de uma cidade mais humana, mais cidadã, mais igual, é nossa missão administrativa”, destacou.

“Semente de Cidadania” acontecerá duas vezes por mês. Os interessados devem procurar a sede da SDS, localizada à Rua Vereador Mário Alfredo, S/N, no bairro Conquista, ou entrar em contato com o próprio presidente do Instituo Global Brasil, Victor Kruschewsky, através do telefone (73) 98831-4425. Com o projeto, a organização tem como objetivo promover a inclusão social, promovendo atividades esportivas e de lazer para pessoas com deficiência.

Projeto Semente de Cidadania. Foto: Clodoaldo Ribeiro

Soane Galvão, secretária da SDS, afirmou que, mais uma vez, que o órgão, cumpriu seu papel de atender as pessoas em vulnerabilidade social, promovendo assim os direitos sociais dos cidadãos, como acessibilidade, esporte e lazer.

Outros parceiros – O projeto conta também com a parceria da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Ilhéus (APAE), Centro de Referência à Inclusão Escolar de Ilhéus (CRIE), Associação dos Deficientes Físicos de Ilhéus (ADEFI), além de demais associações e entidades beneficentes do município.

Instituto Global – O Instituto Global Brasil tem como missão promover a educação, cidadania, saúde, esporte e turismo, como fatores de desenvolvimento social e sustentabilidade para os diversos setores da sociedade ilheense. Criado há 10 anos, já promoveu ações, como limpeza de praia, doação de sangue, competições esportivas, palestras educativas sobre temas de relevância social e plantio de árvores.

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui