Programa Trilha / Jovens baianos qualificará indígenas da Costa do Descobrimento

Nesta sexta-feira, 26, a partir das 17 horas, acontecerá no Centro Cultural do Comércio Indígena Pataxó de Coroa Vermelha, em Santa Cruz Cabrália, o lançamento do Projeto “Juventude Pataxó – Inclusão Sócio-Produtiva de Jovens Baianos da Etnia Pataxó da Costa do Descobrimento”.

Esta iniciativa, objeto de convênio celebrado entre a Associação de Mulheres em Ação (MEA) e o Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate a Pobreza (SEDES), visa qualificar profissionalmente 300 (trezentos) jovens baianos da etnia Pataxó da Aldeias Indígenas de Coroa Vermelha, em Santa Cruz Cabrália e de Aldeia Velha, em Porto Seguro, através de cursos nas mais diversas áreas, além de promover oficinas pedagógicas, artísticas e culturais; orientação psicossocial e ações juvenis comunitárias.
Perfil e Beneficio

Para ingressar no projeto os indígenas precisam atender ao seguinte perfil:

– possuir entre 16 e 24 anos;

– estar matriculado na rede;

– pública de ensino;

– ser oriundo de família com renda mensal per capita inferior a meio salário mínimo e cadastrada no Programa Bolsa Família;

– ser egresso do Programa Agente Jovem de Desenvolvimento;

– não estar fazendo estágio regular, nem tenha emprego formal ou informal;

– não seja beneficiário de outro programa governamental para a juventude que vise auxilio financeiro.

Além dos cursos de qualificação profissional oferecidos pelo Projeto, os jovens atendidos também serão beneficiados por uma Bolsa Auxílio de R$ 65,00 (sessenta e cinco reais), durante dez meses, recebida diretamente em qualquer agência do Banco do Brasil.
Demanda

A qualificação profissional de jovens indígenas é a realização de um antigo sonho das Aldeias Pataxó de Coroa Vermelha e Aldeia Velha. Por estarem numa região turística, estes jovens encontram grande dificuldade no ingresso ao mercado de trabalho, por falta de qualificação profissional.

Segundo estimativas da Fundação Nacional do Índio (FUNAI), de 2008, aproximadamente 25% do contingente populacional das comunidades indígenas de Coroa Vermelha e Aldeia Velha é formado por jovens na faixa etária que será atendida pelo Projeto.
Programa

O Programa Trilha / Jovens Baianos é uma ação da Superintendência de Inclusão Social e Assistência Alimentar da SEDES. Trata-se de um conjunto de ações voltadas para o desenvolvimento da população juvenil, com foco na segurança alimentar, escola, família e comunidade. Visa potencializar o conhecimento do jovem em ações de caráter social e profissional, possibilitando sua atuação como agente promotor de cidadania e desenvolvimento. O programa é destinado a jovens em situação de vulnerabilidade social e de famílias cuja renda per capita não ultrapasse a meio salário mínimo. Dentre esse público estão pré-assentados, acampados, filhos de pequenos produtores rurais, negros e de comunidades tradicionais indígenas, quilombolas, de terreiros e ribeirinhos.

Fonte: Elismar Fernandes / Instituto Mãe Terra – Raízes sustentáveis para o desenvolvimento

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui