Prefeitura tranquiliza moradores do Vila Parracho sobre risco aos imóveis

Os agentes conversaram com os proprietários dos imóveis, disponibilizando todos os serviços sociais da Prefeitura caso fossem necessários. Foto Ascom

Neste domingo, 6, agentes coordenadores de Habitação da Secretaria Municipal de Assistência Social de Porto Seguro e servidores do Cras visitaram moradores de prédios, no Conjunto Habitacional Vila Parracho, próximos à Rua dos Curiós, onde surgiu uma fissura no asfalto, deixando moradores preocupados se haveria riscos de eventuais abalos na estrutura dos imóveis.

A coordenadora de Habilitação, Suelen Lacerda, informou que os vícios construtivos identificados nos imóveis são de problemas antigos do início da obra e não por causa do ocorrido na rua, mas que inicialmente não foi identificado risco para os moradores, entretanto, a construtora responsável irá avaliar quais os riscos e medidas necessárias para regularizar a situação

Os agentes conversaram com os proprietários dos imóveis, disponibilizando todos os serviços sociais da Prefeitura caso fossem necessários. “Constatamos que se trata apenas de um ponto isolado onde o terreno cedeu e será preciso intervenção de correção na via, mas ainda não há necessidade de aluguel social”, explicou a coordenadora.

Este é o segundo incidente semelhante ocorrido em rua do residencial, o primeiro se deu na rua Iluminata Lopes Leite, em 2016, sendo corrigido imediatamente pela Construtora Elite Engenharia.

Seguro dos imóveis

Assegurando que a Prefeitura de Porto Seguro assiste de perto e continuamente situações que apresentem riscos aos munícipes, a secretária da Assistência Social, Lívia Bittencourt, falou das ações. “Enviamos nossas equipes para averiguação e embora não seja uma obra de responsabilidade de Prefeitura, já contactamos a empreiteira responsável pela obra e a GIHAB – Gerência de Habitação – Caixa Econômica Federal para que acionem o seguro que resguarda esses imóveis”, afirmou.

Lívia Bittencourt ainda disse que a obra possui seguro estrutural dos imóveis com vigência de 5 anos. Além disso, ela garante que a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Obras, acompanhará a recuperação da rua e fará nova vistoria aos imóveis e caso se faça necessário, disponibilizar aluguel social para os moradores das imediações.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui