Prefeitura realiza exposição a fim de coibir violência contra mulher

Prefeitura realiza exposição a fim de coibir violência contra mulher. Fotos Ascom

A abertura da exposição “Entre Sem Bater” aconteceu na tarde desta terça-feira, 26, no Centro de Cultura, de Porto Seguro. O evento é realizado pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Centro de Referência de Atendimento a Mulher (Cram). Seu objetivo é alertar e sensibilizar a sociedade sobre a violência contra mulheres, a fim de por fim a este crime.

A programação inclui mostra fotográfica com imagens de mulheres agredidas, exibição de vídeo sobre violência doméstica, dinâmicas com teste audiditivo, além de espaço simulando ambiente do lar, onde muitas vezes ocorre as agressões num lugar em que a mulher deveria ser protegida. Palestras sobre Lei Maria da Penha e fatores psicológicos completam as atividades, que estarão abertas à comunidade até o dia 28.

Rede de proteção

“Em casa é o lugar onde a mulher deve se sentir segura, no entanto, é o local onde há o maior registro de agressões e violações de direitos”, explica a coordenadora do Cram, Andrea Comenale. “Estamos fortalecendo a rede de proteção, levando mais informações às comunidades, firmando mais parcerias e buscando incrementar nossos serviços”, acrescenta a coordenadora da Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade, Luciana Parracho, apontando o novo serviço da Polícia Militar como um fator importante para ampliar a proteção. Trata-se do lançamento da ronda Maria da Penha, que por meio do número telefônico 190 dará prioridade às chamadas de mulheres violentadas.

A cada 15 segundos uma mulher é agredida no Brasil e o município de Porto Seguro se encontra na 19ª posição de violência doméstica. Diante desta realidade, a secretária da pasta Social, Lívia Bittencourt, reconhece que a mulher precisa de mais canais de comunicação e proteção, por isso, além do atendimento do Cram, o serviço de acolhimento e acompanhamento está disponível nos Cras de todo os territórios de Porto Seguro. “Estamos prontos para receber você, mulher, vítima de qualquer violência, seja física ou emocional. Todo nosso trabalho é sigiloso para que ninguém se constranja em nos procurar para pedir ajuda. Estamos aqui, não deixe de nos procurar!”, frisa a secretária Lívia, em nome da Prefeita Cláudia Oliveira.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui