Prefeitura cadastra moradores e trabalhadores do aterro sanitário

alt

A Prefeitura de Itabuna, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS) vai iniciar amanhã, a partir das 9 horas, a terceira fase do cadastramento dos trabalhadores e moradores do aterro sanitário do munícipio (lixão), com a finalidade de identificar pessoas vinculadas diretamente à reciclagem de materiais e orientá-las sobre a necessidade de impedir o trabalho infantil. Desta vez estarão em campo técnicos do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI).

De acordo com a coordenadora municipal do PETI, Ana Maria Alves Magalhães, o cadastramento vai mapear a área e manter atualizado o banco de dados da SAS referente aos recicladores e às familiais que ali vivem. “Com isso, a Prefeitura de Itabuna quer torna mais eficaz as ações contra o trabalho infantil, pois ações como essa são continuas”, diz Ana Magalhães.

Há três anos foi intensificado o trabalho de combate e erradicação ao trabalho infantil em Itabuna. Entre as atividades já desenvolvidas pela equipe do PETI está realização de seminários de esclarecimento sobre as consequências para crianças e adolescentes em idade escolar de ingressar precocemente no mercado de trabalho pelos danos causados ao desenvolvimento cognitivo, cultural, educacional, etc.

O ultimo seminário envolvendo trabalhadores em reciclagem foi realizado em fevereiro passado na Escola Avelina Sandes de Aquino, que funciona no próprio aterro. Além das crianças e adolescentes, filhos naturais ou adotivos de pessoa que atuam diariamente no lixão de Itabuna, o seminário foi destinado aos pais e responsáveis das crianças.

O PETI é um programa do Governo Federal, desenvolvido em parceria com as prefeituras, que visa erradicar todas as formas de trabalho de menores de 16 anos e garantir que frequentem a escola e atividades socioeducativas para seu desenvolvimento pleno enquanto cidadãos e portadores de direitos.

 

 

Prefeitura de Itabuna

Secretaria Municipal de Comunicação

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui