Praia do Espelho: Prefeitura de Porto Seguro contesta denúncias

Praia do Espelho
Sobre matéria publicada nesse conceituado jornal, intitulada Ação questiona taxa de entrada, esta Prefeitura julga-se no direito e no dever de restabelecer a verdade dos fatos, prestando os seguintes esclarecimentos:

1) A Praia do Espelho, um dos mais belos lugares de Porto Seguro, sofria as consequências da visitação indiscriminada e sem qualquer controle, que resultava em constantes agressões ambientais.

2) Para proteger esse santuário ecológico, em 31 de dezembro de 2009 foi sancionada a Lei Municipal 856, que criou o Parque Marinho do Espelho e instituiu a cobrança de uma taxa para a sua visitação; taxa essa, aliás, a ser revertida integralmente em defesa do próprio meio ambiente.

3) Cabe registrar que esta é uma providência consagrada em vários países do mundo, para a preservação da natureza. Na própria Porto Seguro, inclusive, existe o Parque Marinho de Recife de Fora, cuja receita vem há alguns anos possibilitando diversas ações positivas, como a contratação de instrutores para orientação e monitoramento dos visitantes, em defesa do local.

É importante ressaltar que apenas tomamos conhecimento do assunto através da mencionada reportagem, uma vez que ainda não recebemos qualquer notificação oficial. Contudo, diante da importância do assunto, desde já fazemos questão de trazer a público estes esclarecimentos, esperando que sejam veiculados com o mesmo destaque recebido pela matéria.

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Porto Seguro

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui