Prado: Com chuva, mar invade vilarejo e 19 famílias estão desalojadas

Pessoas afetadas moram na ponte de Corumbáu, que fica entre mar e rio.

‘Foi algo que a comunidade nunca viu por aqui’, diz secretário sobre chuva.

Ponta de Corumbau, no extremo sul da Bahia (Foto: Secretaria de Administração/Prado)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

19 famílias que moram na Ponta de Corumbáu, parte de uma vila de pescadores de origem indígena localizada no extremo sul da Bahia, que pertence à Prado, estão desalojadas após chuvas que caíram há cerca de uma semana na região, de acordo com informaçõs do secretário municipal de Administração, Robson Mattos Oliveira. O tempo continua nublado e instável nesta terça-feira (17), mas começa a abrir.

“Hoje já está melhor. Mas teve temporal muito forte que atingiu Alcobaça, Prado e Caravelas. Tiveram muitas casas que não resistiram e caíram. Perderam telhados, muros, árvores foram arrancadas pela raíz. Foi algo que a comunidade nunca viu por aqui”, detalha.

Segundo Oliveira, Corumbáu tem cerca de quatro quilômetros de extensão e abriga em torno de 1.500 famílias. Aquelas mais afetadas são as que moram na ponta, onde há o encontro do mar com o rio.

Parte foi para a casa de parentes, outra para escola municipal. Barracas de campings vão ser disponibilizadas a alguns pescadores, que fizeram o pedido preocupados com a situação dos barcos. O secretário informa que aguarda uma decisão judicial para desapropriar um terreno estratégico para a transferências dessas famílias dessa área de risco.

 

 

 

Fonte: G1

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui