Porto Seguro: Receptivo especial faz sucesso na Copa

Durante 25 dias, o Aeroporto Internacional e a sede da Secretaria de Cultura e Turismo serviram como pontos de atendimento de visitantes durante o período da Copa do Mundo FIFA 2014(tm), através do projeto “Guias e Monitores”. Uma parceria entre Bahiatursa e Secultur, o objetivo foi o de orientar os estrangeiros que não falam português com rapidez e eficiência, dando informações básicas para melhor atender a esse público.

A felicidade de encontrar alguém para ajudar na localização e dar informações sobre o destino foi destacada pelos estrangeiros atendidos no aeroporto. Para o suíço Flávio Heubeck, um dos monitores do projeto, o que chamou mais a sua atenção foi sentir a satisfação dos visitantes estrangeiros em ter o acesso às informações logo no desembarque e em vários idiomas. “Pra mim foi ótimo e vi que muita gente ficou feliz com a nossa presença lá no aeroporto. Muitas pessoas ficaram realmente felizes e até mesmo surpresas com a gente lá. Principalmente os turistas estrangeiros, pelo fato de falarmos inglês e alemão”.

Para quem vivenciou a experiência de receber gente nova todos os dias, foi nítido perceber que o visitante tem cada vez mais curiosidade em conhecer Porto Seguro. É o que explica Cauê da Mata, que atendeu no aeroporto, além de estrangeiros, um casal de Minas Gerais que depois de sua estadia na cidade, voltou para agradecer as dicas e informações e disseram que vão indicar o destino até para os amigos.

A autenticidade da informação foi destacada por Sylvia Gobbi, que sentiu, por parte das pessoas atendidas por ela, segurança e confiança no que era transmitido. “O fato de sermos um ponto de informação da prefeitura, contribuiu para a credibilidade da informação. Diante disso, eles sentiam confiança na gente. Ainda mais quando é o visitante que vem sem pacote de turismo, sem nada. Eles se sentem amparados”.

Apesar do sucesso nos atendimentos, a ausência de guarda-volumes, farmácias e serviços de câmbio no aeroporto, por exemplo, foram apontados pelos turistas. Além disso, a utilização do táxi como único meio de transporte e a falta de linhas de ônibus no local foram os principais pontos negativos destacados, inclusive por quem atuou durante o período da ação.

De acordo com os guias, turistas relataram constantemente a prática abusiva na cobrança das corridas por alguns taxistas na cidade. Uma situação lamentável de querer levar vantagem em cima do usuário que não tem outra opção. Outra reclamação frequente foi sobre os preços praticados por alguns restaurantes em Porto seguro. Algumas refeições individuais não podiam sequer ser divididas. Caso contrário, os valores eram cobrados além do que estava exposto no cardápio.

TURISTAS DE MAIS 20 PAÍSES VISITARAM PORTO SEGURO DURANTE O MUNDIAL

Cerca de 1200 turistas foram atendidos em quase um mês de trabalho. Uma média de 47 pessoas por dia, sete vezes por semana com carga horária de 12 horas. No total foram 22 países, com destaque para Alemanha e Suíça. As seleções de futebol dessas duas nações utilizaram a Costa do Descobrimento como CTS (Centro de Treinamento de Seleções) durante a competição. Os germânicos ficaram em Santa Cruz Cabrália e os suíços em Porto Seguro.

Argentina, França, Inglaterra e Portugal foram as nações que mais apareceram no estudo realizado durante o atendimento dos monitores. No entanto, dois visitantes chamaram atenção na pesquisa. Eles vieram das Ilhas Fiji, que fica na Oceania, do outro lado do mundo. Em inglês, eles tiveram informações sobre localização, mapas e de atrativos turísticos.


Fonte: Ascom da Secretaria de Turismo

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui