População das Urbis I e II reclama de transtornos causados por obras inacabadas da Embasa

Moradores  das URBIS I e II, estão reclamando dos transtornos causados por obras inacabadas de esgotamento sanitário, cuja responsável é Embasa – Empresa Baiana de Água e Saneamento do estado da Bahia – ligada ao governo do estado.
 
Nas queixas da população constam os entulhos de barro e pedras que se acumulam nas calçadas das moradias, o que tem provocado muita sujeira e poeira, agravando-se o problema ainda mais em época de chuvas, como afirmam as pessoas prejudicadas.

Os moradores atribuíam os problemas, indevidamente, à Prefeitura, que nada tem a ver com o trabalho de esgotamento realizado no local.

Além do entulho, a falta de fechamento correto dos buracos agrava a situação, já que passa a dificultar também o tráfego de veículos. “Essa empresa é danada pra abrir buraco e não fechar, e o povo tem de aceitar esse trabalho feio e mal feito nas ruas”, desabafa um morador da Avenida W.
 
Através da sua gerência regional, localizada em Itamarajú, a Embasa informa que os transtornos foram causados pela empresa detentora da licitação para conduzir a obra que, por falta de recursos para tal, entrou com um pedido de um “aditivo”, o que implica em nova liberação de dinheiro por parte do governo do estado, gerando uma nova licitação, pelos trâmites legais, o que acarretou na elasticidade do prazo para conclusão dos trabalhos.
 
A gerência da estatal informa ainda que nova negociação foi feita e as obras deverão ser retomadas ainda esta semana, o que resultará na solução dos transtornos hoje apresentados em forma de queixas dos moradores.

Fonte: Willy Hafner / Ascom da Prefeitura de Eunápolis

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui