Popó pode beijar a lona

STF pode tirar o mandato do boxeador
O ex-boxeador Acelino Popó, que tenta migrar para a carreira política, ainda está grogue e não sabe ao certo se será levado à lona pelo Supremo Tribunal Federal, que está concedendo liminares entendendo que a substituição de deputados federais afastados (a regra chegará, se mantida for, aos estados) pelos suplentes, mas sempre pelo suplente mais votado da legenda e não pela coligação. O mandato não pertence ao deputado, e sim ao partido. Esta é a regra. A expectativa não parece ser, em princípio, favorável aos que estão tomando posse (além de Popó, mais 20 federais se encontram nesta situação).A lógica que preside as decisões até aqui tomadas não está fora do contexto jurídico, muito pelo contrário.

Fonte: Samuel Celestino/Bahia Notícias

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui