Polícia prende um dos homens acusados de tentar matar policial militar no município de Jucuruçu

Por determinação do major Raimundo César Magalhães, comandante da 43ª Companhia Independente da Policia Militar de Itamaraju, uma guarnição composta pelo aspirante Albuquerque e os soldados Marcelo e Moreau deslocou-se nesta última terça-feira, 29, até o distrito de Coqueiro, município de Jucuruçu, com o objetivo de dar apoio aos soldados Davi Silva e Márcio Pestana na tentativa de prender três indivíduos conhecidos pelos prenomes de Valdecir, Irênio e Valdivinio, que agrediram fisicamente o soldado PM Silva.

Tudo aconteceu no final da tarde de sábado do último dia 26 de junho, quando o soldado Silva recebeu uma informação que dois menores estavam em um estabelecimento comercial do distrito de Coqueiro, conhecido como Bar do Gena, envolvidos numa discussão com um individuo que tentava atear fogo em uma moto Honda, preta, placa policial HEN-3218, licenciada de Contagem-MG, que seria de propriedade de uma irmã dos adolescentes.

Mediante a informação, o policial deslocou-se até ao local, onde constatou que Irênio Oliveira de Souza, estava em posse de um galão com gasolina na eminência de praticar o ato.

Logo na sequência, o PM Silva deu voz de prisão a Irênio, que reagiu e resolveu não obedecer. O policial militar precisou usar força física para detê-lo, mas na trajetória da condução rumo à prisão, um dos irmãos de Irênio, Valdivino Antonio de Souza, 34 anos, que até aquele momento ainda não identificado, ameaçou arremessar um tijolo contra o policial militar, para dificultar a prisão do seu irmão.

Posteriormente, aproximou-se outro irmão do conduzido, e todos partiram para a agressão física contra o militar, sendo que, enquanto um dos elementos tentava asfixiar ao policial Silva, um outro ainda tentou arrastar a pistola que o PM portava, com o objetivo de tentar contra sua vida. O próprio policial militar relatou que só não morreu porque recebeu a ajuda de dois moradores do próprio distrito de Coqueiro.

Várias buscas foram realizadas na região no intuito e prender os três irmãos, mas pela dificuldade dos acessos das estradas, dois deles conseguiram fugir sem deixar pistas. Os policiais caminharam cerca de cinco quilômetros a pé até uma região de montanhas nos arredores do distrito de Coqueiro, quando localizaram e prenderam Valdivino, acusado de tentar contra a vida do policial militar Davi Silva.

O acusado Valdivino Antonio de Souza, 34 anos, encontra-se preso na carceragem do Complexo Policial de Itamaraju. A Polícia Militar deve fazer outras buscas na região na tentativa de prender os dois irmãos que ainda estão foragidos.

Fonte: Ronildo Brito e Lênio Cidreira / Teixeira News

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui