Polícia investiga suspeita de estupro em ‘calourada’ da Uefs

Caso aconteceu em uma festa em um dos pátios da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) — Foto: Divulgação

A Polícia Civil investiga uma suspeita de estupro em uma festa calourada, na última sexta-feira (18), em um dos pátios da Universidade Federal de Feira de Santana (Uefs).

Conforme a delegada Edileuza Ramos, da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), uma aluna da instituição foi abusada por um aluno, quando estava desacordada.

Segundo informações de Edileuza Ramos, o caso aconteceu em uma festa de recepção de estudantes que cursam Engenharia de Alimentos. A vítima já estudava na Uefs e o suspeito é um dos calouros.

No decorrer da festa, ela [aluna] tomou uma bebida e depois que tomou essa taça de vinho, ela ficou desacordada, não se recordando de mais nada do que tenha acontecido após ter ingerido essa taça de vinho“, disse a delegada.

De acordo com a delegada, testemunhas contaram em depoimento que viram os alunos juntos na festa, mas demoraram para perceber que a mulher estava desacordada. A polícia investiga se a vítima foi dopada.

No dia seguinte tomou conhecimento por testemunhas que uma pessoa teria abusado dela sexualmente e descreveram as cenas que teriam acontecido em público“, contou.

Edileuza Ramos informou que a aluna registrou boletim de ocorrência na Deam, no sábado (19) e passou por exame de corpo de delito, no Departamento de Polícia Técnica (DPT), de Feira de Santana.

Ainda de acordo com a delegada, o suspeito de cometer o crime deve ser ouvido na próxima semana. “Ele responde em liberdade, porque ele não tem antecedentes, é um rapaz de apenas 20 anos e o crime permite que ele responda em liberdade“.

Em nota, a Universidade Federal de Feira de Santana (Uefs) informou que o fato aconteceu na Praça do Pôr do Sol, durante uma atividade cultural de integração entre alunos. A administração da universidade também informou que repudia a agressão feita pelo aluno.

A Uefs informou que adotou providências para dar apoio à vítima e que vai instaurar mecanismos para apuração dos fatos, responsabilização e punição dos responsáveis.

Eu estava com uma amiga e a gente começou a perceber uma relação que estava extrapolando os limites do que é uma relação normal entre um casal. Nesse sentido, a gente se aproximou e nesse momento a gente percebeu realmente que se tratava de um caso de abuso“, relembrou um aluno que estava na festa.

As pessoas que estavam lá, sobretudo, as mulheres retiraram a menina de perto desse abusador, trataram de cuidar dela, que era prioridade naquele momento, e ele saiu. Foi levado embora da universidade“, descreveu.

Fonte: G1 Bahia

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui