Polícia Civil prende acusada de homicídio de dono de pousada de Caraíva

Polícia Civil prende acusada de homicídio de dono de pousada de Caraíva. Foto Ascom Polícia

Na última sexta-feira, 10 de maio, a Polícia Civil em Arraial d’Ajuda prendeu Elma Lúcia Chaves, 55 anos, por envolvimento no homicídio de Daniel Sinay, ocorrido em Caraíva no dia 06 de maio do ano passado.

O Mandado de Prisão foi expedido pelo juiz de direito dr. André Marcelo Srogenski, titular da 1ª Vara Crime de Porto Seguro, e foi cumprido durante o comparecimento da acusada na Delegacia de Arraial d’Ajuda, onde foi ouvida em outros procedimentos em andamento.

Segundo as investigações, com participação do Ministério Público Estadual, a vítima, que era dono de uma pousada em Caraíva, foi morta a mando de Uillian da Silva Guimarães (Gordura), 26 anos, que se encontra preso em Francisco Sá/MG.

Pedro Vinícius dos Santos (Bochecha) e Rodrigo Sanantana Queiroz, 19 anos, foram os executores do crime.

Elma Lúcia Chaves, por sua vez, providenciou toda a logística para que o crime ocorresse, incluindo a condução de um dos executores ao local em seu próprio carro e bem assim a apresentação da vítima.

O empresário estava traficando no vilarejo, antes dominado apenas por Uillian Gordura, sendo essa a principal motivação do crime.

Pedro Vinicius dos Santos (Bochecha) foi morto no ano passado durante uma ação policial; Rodrigo Sanantana Queiroz se encontra foragido.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui