Polêmica da Fenacouro continua

Organizadores do evento conseguiram liminar que autoriza a sua realização. CDL e Prefeitura continuam a lutar pela interdição da feira itinerante. Segundo o presidente da CDL de Porto Seguro, Jadilson Moraes, “o caso não está encerrado”

No dia 27/12, a Prefeitura de Porto Seguro, através da Secretaria de Finanças interditou a Fenacouro. O diretor de Finanças, Josedan Ferreira, foi pessoalmente lacrar a feira.

O comércio local, através da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Porto Seguro, já havia se mobilizado, junto à Prefeitura Municipal, contra a instalação da feira na cidade.

A organização da feira, até aquele momento, sequer haviam solicitado, ao setor responsável, a liberação do alvará.

Segundo o presidente da CDL de Porto Seguro, Jadilson Moraes, o Prefeito Gilberto Abade afirmou que dará total apoio ao comércio local e que a feira intinerante Fenacouro não funcionará em Porto Seguro.

Liminar

Os organizadores da Fenacouro foram beneficiados por decisão em caráter liminar da juíza Nêmora Lima Janssem, ganhando, provisoriamente, o direito de exercer as suas atividades em Porto Seguro, apesar da interdição pela prefeitura.

O presidente da CDL, Jadilson Moraes, informa que a entidade e o executivo municipal recorreram da decisão judicial. “Faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para que essa feira seja finalmente cancelada. A polêmica não está encerrada”, declarou Moraes.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui