PF bate recorde em procurados pela Interpol

Logo
A imagem de paraíso tropical onde bandidos se refugiavam após serem procurados nas nações de primeiro mundo começa a ser desconstruída pela Polícia Federal que, no ano de 2010, bateu o recorde no número de prisões a pedido da Interpol. Foram 65 criminosos estrangeiros presos, o maior número já registrado pelo órgão internacional e o dobro do ano retrasado. “O aumento do número de presos no Brasil se deveu principalmente à mudança na forma de trabalho das instituições voltadas à persecução criminal internacional. A parceria mais estreita entre os órgãos envolvidos nos deu maior agilidade e rapidez para obter os mandados de prisão para fins de extradição”, explico de acordo com a reportagem do G1, o delegado federal Luiz Eduardo Navajas Telles Pereira, responsável pela área. De acordo com Pereira, além da imagem de impunidade e de distância do Velho Mundo, as próprias características do país de forte presença de imigrantes e miscigenação ajudam os refugiados. “Não acredito que impera mais a antiga visão do “paraíso para bandidos”, pois nossa estrutura da persecução criminal internacional tem evoluído rapidamente, e o maior número de prisões é a prova disso”, comemorou.

Fonte: Bahia Notícias

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui