Para ter descanso

“Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas.” (Mateus 11.28-29)

A falta de propósito cansa e sobrecarrega. A falta de significado e de esperança sobrecarrega e cansam. Quando vivemos a vida completamente voltada para as coisas terrenas, sem espaço e sem conexão com valores e propósitos espirituais, eternos, acabamos cansados e sobrecarregados. As ilusões que tão frequentemente tomam lugar em nossa vida também cansam e sobrecarregam. Nem sempre reconhecemos o nosso cansaço e nos lançamos cada vez mais na direção do que nos cansa. Desejamos alivio, mas equivocados, iludidos e enganados, acumulamos cada vez mais pesos sobre nossos ombros e cada vez mais nos vemos sobrecarregados. E há também a versão de espiritualidade que cansa e sobrecarrega: aquela que desvia-se da graça e estabelece versões disfarçadas de mérito.

Lutamos para merecer, para sermos perfeitos, para correspondermos ao que pensamos ser o padrão. Muito frequentemente o medo do castigo, de não ser abençoado, de perder a salvação está misturado às nossas motivações. Fazemos “das tripas coração”, mas tripas jamais poderá ser coração! Impossível. Acreditamos que precisamos “pagar o preço” quando Jesus já o fez por nós. “Colocamos o carro à frente dos bois”, invertendo totalmente a lógica do Evangelho da Graça de Cristo. E a partir dessas perspectivas equivocadas encontramos bases bíblicas para nossos desvios: tomar a cruz, negar a si mesmo, as virgens prudentes, a parábola dos talentos… Sem percebermos que, quando erramos no princípio, nos enganamos na compreensão. E aí nos dizemos seguidores de Cristo, mas continuamos a viver em cansaço e sobrecarga. Em lugar de leves nos tornamos pessoas difíceis, pesadas. Até bem intencionadas, mas inapropriadas para a vida abundante que Jesus disse que veio nos trazer (Jo 10.10).

Jesus quer nos dar descanso, mas para isso precisamos aprender com Ele a ordem correta das coisas, o caminho da vida. Precisaremos rever nossos conceitos. Precisaremos aprender a caminhar na aparente insegurança da fé, na aparente insensatez da graça. Precisaremos crer que somos amados e acolhidos por Deus exatamente como somos. Se tentarmos nos melhorar para ser aceitos, isso significa que não nos atrevemos a crer no amor de Deus do tamanho que ele é. E precisamos de um amor do tamanho certo, que nos receba sem restrições. Deus o tem, mas precisamos crer. E somente depois disso as mudanças necessárias virão. Reaprenderemos a viver e enfrentaremos as mesmas circunstâncias, mas de forma completamente nova. E aí descansaremos. Descansar tem a ver com “viver da forma certa, pelas razões certas, crendo nas certezas do Evangelho”. Creia viva e descanse!

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui