Para os humildes, a terra por herança!

“Bem-aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança.” (Mateus 5.5)

O Reino de Deus veio a nós em Cristo. O Reino de Deus nos foi dado. Pela fé em Jesus somos incluídos nele, graciosamente. Recebemos uma nova cidadania, porque Deus nos amou e nos buscou. Mas as vezes somos lentos em nos conformar, no sentido de “tomar a forma”, de nos harmonizar ao Reino de Deus. Fomos educados e vivemos no reino dos homens onde as coisas funcionam às avessas, ao contrário em comparação com o Reino de Cristo, o Reino de Deus. Na lógica do nosso reino, ser humilde é apenas uma coisa bonita, nobre, mas não funciona. Não ajuda se queremos subir na carreira, se queremos ganhar mais dinheiro, se queremos um bom lugar na sociedade. Já viu algum anúncio a procura de um profissional que, entre habilidades e competências requeridas, esteja a humildade? Acho difícil. No reino dos homens humildade não é um atributo decisivo, mas no Reino de Deus é, e está entre os mais importantes!

No reino dos homens os humildes são deixados para trás, ficam para depois. Os vorazes, os presunçosos e ambiciosos é que conquistam, apropriando-se de tudo que podem. Há quem nem mesmo respeite o direito dos outros e pode até comprometer amizades. Afina, negócios, negócios; amigos à parte! Mas o Reino de Deus chegou e a sua lógica é outra. Jesus estava falando a pessoas, em sua maioria, vivendo sem posses, o que significava viverem sem segurança, sem algo a deixar para os seus descendentes. E não ter, tanto ontem quanto hoje, diminui o direito ao respeito e tratamento digno. Quem se veste melhor recebe tratamento melhor! Isso não é novo! Na condição de desfavorecidos, Jesus os convida a serem humildes, a confiarem em Deus. Se eram desprezados pelos homens, poderiam fazer parte do testamento de Deus e herdar a terra. Pois do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam (Sl 24.1). Uma das razões para a humildade ser tão importa no Reino de Deus é que sem humildade não seria possível viver em  comunidade, em comunhão.

Os humildes cedem lugar e criam espaços. Entre eles todos podem estar, pois os humildes respeitam, ouvem, compreendem. Não são apressados em julgar e são inclinados a se compadecer. Sem humildade não há sabedoria. A presunção e o orgulho são alimentos para a fogueira da tolice. Os humildes ouvem mais facilmente tanto às pessoas quanto a Deus. Quem não sabe ouvir pessoas acaba se fazendo surdo para Deus e vice-versa. Os humildes são mais facilmente convencidos pelo Espírito Santo. Neles a boa obra de Deus anda mais rápido (Fl 1.6). Por isso são bem aventurados. Por isso herdarão a terra! O que não significa muito mais do que um pedaço de chão, embora possa incluir isso. Mas a ideia é que se estabelecerão na vida. Desfrutarão o bem, as bençãos e a paz. Pois Deus se opõe aos soberbos mas concede graça aos humildes (Tg 4.6). A felicidade dos orgulhosos é fugaz e ilusória. Mas muito felizes, bem aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança. Ocupe-se da humildade. Incline sua cabeça e jamais pense de si mesmo além do que deve, segundo propõe o Reino de Deus.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui