Os perigos da rede elétrica

Foto ilustrativa

Especialista fala sobre a falta de aterramento e manutenção, fios desencapados e curtos circuitos na rede elétrica que podem causar acidentes e até a morte

Na última semana de outubro (31), uma jovem de 18 anos, moradora de Porto Seguro, morreu vítima de uma descarga elétrica ao tocar em um veículo de baú refrigerado estacionado no centro da cidade. A estudante, Bárbara Santos Carvalho, retornava da escola com alguns colegas quando o acidente aconteceu. Ela ainda foi socorrida por moradores, mas não resistiu aos ferimentos. Este episódio trágico, em função de uma corrente elétrica sem proteção, alerta para a importância dos cuidados com a eletricidade.

Os postes das residências também merecem atenção especial. Fotos: OSollo

Muitas vezes, não damos a devida importância à energia elétrica, salvo quando se trata de dicas para economizar na conta no final do mês. Mas, a eletricidade é um produto perigoso e até fatal, sendo importante que todos saibam e tenham mais atenção sobre como agir para evitar acidentes. O engenheiro eletricista, Marcus Meira Santana, da cidade de Eunápolis, no Extremo Sul da Bahia, destaca que atitudes perigosas são comuns nas residências e orienta sobre manutenção e instalação de componentes elétricos. Acompanhe algumas dicas:

Aterramento pode evitar acidentes

Desde 2011 entrou em vigor o uso das tomadas nacionais padronizadas. Segundo o engenheiro eletricista, essa medida foi um importante passo para a segurança das residências brasileiras. O novo padrão impede contatos acidentais entre os dedos e a parte eletrificada no momento do encaixe do equipamento e ainda prevê o uso obrigatório do pino de aterramento. “Infelizmente, grande parte das residências brasileiras ainda não possui circuito de aterramento instalado. É comum encontrarmos chuveiros com o fio de aterramento ligado diretamente ao neutro e tomadas, mesmo no padrão atual, sem esta fiação conectada”. Ainda segundo o especialista, o circuito de aterramento é de extrema importância para a segurança de uma instalação elétrica. “Ele protege e prolonga a vida útil de equipamentos e proporciona segurança extra ao usuário durante algum tipo de manipulação”.

Uma alternativa para evitar acidentes é colocar protetores de silicone nas tomadas. Foto ilustrativa

Cuidado com crianças, tomadas e cabos

É importante educar as crianças sobre os perigos de choque. “Elas precisam ser ensinadas de que não devem mexer nas tomadas dentro de casa, soltar pipas nas proximidades de rede elétrica, tocar em fios, cabos e antenas tanto na rua quanto dentro de casa”.

Chuveiro

Para ajustar o chuveiro, desligue a água. “O circuito de alimentação do chuveiro deve ser individual, com fiação dimensionada corretamente usando sempre conectores cerâmicos nas emendas, parafusados para evitar o superaquecimento”.

Lâmpada. É simples, mas, precisa de atenção

Para trocar uma lâmpada, desligue o interruptor. “Caso não tenha certeza, desligue o disjuntor de iluminação da residência”.

Decoração de Natal (sobrecarga de tomadas)

No Natal, as pessoas costumam usar os Benjamins (adaptadores Ts), ou extensões com muitas conexões para ligar várias luzes e afins em uma única tomada. O melhor a fazer é evitar, porque isso pode causar uma sobrecarga das tomadas e, consequentemente, da fiação. “Esses adaptadores podem derreter, inclusive, o isolamento de proteção dos fios, gerando curto circuitos e incêndios”.

Eletrodomésticos

Está dando choque? Procure assistência técnica. “Verifique se o plug do equipamento possui pino de aterramento (terceiro pino), e se a tomada na qual ela está ligada possui aterramento adequado”.

Tá na hora de trocar a fiação?

Se for trocar a fiação de sua casa ou construir uma nova residência, procure sempre usar materiais de qualidade, contratar profissionais capacitados, tanto para fazer o projeto da instalação com dimensionamento correto dos fios e tomadas, quanto para executar a obra. “Dispositivos de proteção ainda pouco conhecidos pelo público como Dispositivo de Proteção contra Surto (DPS), e Interruptor Diferencial Residual (IDR), sempre que possível, devem ser instalados nos quadros de distribuição dos circuitos elétricos, procure sempre um profissional capacitado”.

Acidentes e fenômenos da natureza

Enchentes

Caso a sua residência seja inundada, tente manter a calma para tomar as atitudes certas, o engenheiro eletricista, Marcus Santana, alerta para os cuidados em momentos de tensão. “Desligue o disjuntor geral imediatamente e não manipule nenhum equipamento elétrico antes de fazer isso, os riscos de você sofrer uma descarga elétrica são muito grandes”. Além disso, o especialista destaca que em momentos como esses não se deve acender luzes ou velas por conta do perigo de explosão, “caso tenha algum vazamento de gás há risco de explosões, use apenas lanternas até ter certeza de que não há mais riscos de acidente”.

Em dias de chuva forte, raios e trovoadas

Não toque em equipamentos que estejam ligados na tomada e não use celular ou algum dispositivo que esteja na tomada carregando. “No caso do celular, não existem riscos quanto ao uso do aparelho dentro de casa durante o mau tempo, mas somente quando não estiver carregando na tomada”, finalizou.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui