Operação Lei e Ordem da Polícia Militar apreende 7 pessoas, 3 armas e mais de R$ 70,000

Mais uma jornada de serviço do CETO – Companhia de Emprego Tático Operacional, 6ª CIA do 13º BPM, realizada pelos distritos e povoados da região, com rondas preventivas, sob o comando do aspirante PM Aleluia, tem alcançado o objetivo de reprimir o furto de madeira de eucaliptos, entre outros crimes.

Na noite de quarta-feira, 16, por voltas das 20h:30min., na estrada que dá acesso a região de Costa Dourada, município de Mucuri, as guarnições abordaram um Fiat Palio cinza, placa MTH – 8795 (ES), onde estavam Franklin Grassi de Almeida, com quem foi encontrado um revolver calibre 38 municiado e cerca de R$ 70.000,00 em espécie e em folhas de cheque, e Antonio Neres dos Santos, que estava portando um comunicador portátil Motorola.

Em seguida, uma das guarnições deslocou-se em busca de um veículo que retornará ao avistar o bloqueio policial, caracterizando uma atitude suspeita, uma picape azul Fiat Strada Adventure, placa MSO – 9293 (ES). Quando o veículo parou, dois elementos da carroceria evadiram-se pela floresta de eucalipto, ficando somente Marcos Abreu e Souza, que portava um revolver Taurus calibre 38 municiado, cerca de R$ 1.111,00 e outro comunicador portátil Motorola.

Marcos fazia escolta para um caminhão Mercedez Benz L 1113, vermelho, placa MRF – 0454, que vinha logo atrás carregado de carvão, carga que não possuía nota fiscal de origem, e era conduzida por Jorge Martins Rodrigues, que confirmou ser Marcos o dono da carga. Durante as abordagens surgiu ainda um quarto veículo, outra Strada, placa KVK – 1177 (RJ), que também foi abordada, três indivíduos a ocupavam: Adenilson Vitor, Genivaldo de Brito Barbosa e Antonio dos Santos. Durante a abordagem, foi encontrado um rifle calibre 22 Remington CBC e uma motosserra Husqvarna.

Os sete indivíduos mostravam-se muito próximos e íntimos, se comunicavam pelos nomes e apelidos, fazendo-se acreditar que formavam uma quadrilha habituada na prática de furto de madeira de eucaliptos e na escolta armada de caminhões que transportavam carvão na região, fazendo uso de armas de fogo e rádio de comunicação para monitorar, inclusive, a comunicação dos vigilantes da Suzando e Fibria, que fazem patrulhamento particular pela área.

Os conduzidos foram apresentados pelo aspirante Aleluia à Delegacia Circunscricional de Mucuri para que fosse lavrado o flagrante.







Fonte: Alisson de Jesus Soares / Soldado PM

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui