Olhando para o futuro

“Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar.” (Josué 1.9)

Essas foram as palavras de Deus dirigidas a Josué, filho de Num, auxiliar de Moisés. O primeiro e grande líder dos israelitas agora estava morto. A nação vivia a primeira sucessão de liderança. Ainda não tinha uma terra própria e também não eram uma nação treinada para conquistas, para guerras. Foram quarenta anos no deserto, peregrinando. Talvez possamos dizer que a grande lição até então tinha sido a lição de crer e obedecer. Muitas vezes eles falharam, mas Deus não os abandonou. Uma nova e desafiadora etapa estava para se iniciar e Josué seria o líder. Os versos de 1 a 9 do primeiro capítulo que leva o seu nome contém as palavras de Deus dirigidas a ele e em seguida, as palavras dele dirigidas ao seu povo e a resposta dos líderes do povo. É um capítulo em que alianças fundamentais são firmadas. O futuro dependeria disso.

Podemos nos beneficiar grandemente deste texto, em vista de que estamos terminando um ano e logo iniciaremos outro. Essa mudança é uma oportunidade para renovarmos ideias e objetivos. Imagine o próximo ano como uma terra diante de você, para que a conquiste, como era o caso dos israelitas. O que espera obter? Cuidar melhor da saúde, da família, das finanças? Ter mais sucesso profissional, confluir o curso, quem sabe se casar? E quanto a seu caráter? Já considerou as melhorias necessárias e desejáveis para que você seja uma pessoa melhor? E quanto a sua fé? Quanto a você conhecer mais a Deus e viver realizando mais coisas de valor eterno e que honrem a Deus? E quanto a sua igreja? Ela é importante para você? Como espera demonstrar isso no próximo ano? Você faz parte efetivamente de alguma? A vida tem múltiplas áreas, dimensões diversas. Você tem clareza de como priorizar as cosias para que tudo fique bem no ano que vem?

No próximo ano há algumas coisas que sugiro a você e que, pela graça de Deus, espero realizar. Quero ir na direção que Deus me mandar. Quero terminar o próximo ano tendo avançado na estrada que concretiza do plano de Deus para minha vida. “Não fui eu quem ordenei?”, Ele disse a Josué. Quero ser mais corajoso e mais forte, e serei, se a resposta à pergunta for “sim”. Quero ter mais certeza de que estou na direção certa! Quando seguimos na direção que Deus quer, circunstâncias são apenas circunstâncias. Podemos ser teimosamente persistentes. Quero me manter em constante comunhão com Deus para enfrentar como devo os momentos de pânico e medo. Eles sempre chegam. Quero estar mais atento para ouvir “não se apavore e nem desanime; eu estou com você!”. Isso será minha cura nos momentos de profundo abatimento! Para isso preciso me converter um pouco mais e crer. Reconhecer meus pecados, confessa-los e entregar-me. E é isso que farei. Junte-se a mim. Creio que Ele estará conosco! Pare e olhe à frente: que caminho você seguirá?

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui