Oficina visa otimização da gestão financeira nas prefeituras do Sul da Bahia

Oficina visa otimização da gestão financeira nas prefeituras do Sul da Bahia. Foto Ascom

A empresa Gove, em parceria com o Instituto Arapyaú e a Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste Baiano – Amurc realiza nesta quinta-feira, 25, a 2ª oficina de Melhoria do Equilíbrio Fiscal Municipal, na sede da entidade, em Itabuna. O evento tem o objetivo validar e priorizar os diagnósticos fiscais dos municípios do Sul da Bahia, e auxiliar os gestores na elaboração de um plano de ação para a gestão financeira das prefeituras.

O encontro acontece após a primeira oficina, realizada no mês de março, quando os secretários e técnicos da gestão pública foram capacitados para a elaboração de um diagnóstico fiscal de receitas e despesas do município e receberam dados fiscais estruturados da sua localidade.

Para a próxima etapa, a especialista em eficiência municipal na empresa Gove, Anna Deniz, explica que será elaborado um plano de ação para as receitas e as despesas municipais. “A iniciativa visa o aumento na arrecadação e a otimização das despesas locais”, destacou.

O secretário de finanças do município de Almadina, Crenilto Borges, que confirmou a sua participação nas próximas oficinas, 25/04 e 27/06, destacou que todas ações que visam a recuperação e captação de recursos próprios, é uma atuação mais saudável para os municípios, “principalmente para os menores, como Almadina, com menos de 7 mil habitantes e a arrecadação de 0.6%”.

Ainda participam da oficina, secretários e técnicos das áreas de finanças, administração e tributária dos municípios de: Buerarema, Camacan, Coaraci, Firmino Alves, Floresta Azul, Ibicaraí, Itacaré, Itajuípe, Itapé, Maraú, Nova Canaã, Ubaitaba e Itaju do colônia.

Importância

A 2ª oficina de melhoria do equilíbrio fiscal integra um projeto composto por três oficinas sequenciais que irão contrafazer as etapas do projeto nos municípios participantes e ocorrerão em três datas distintas, apresentando o diagnóstico, plano de ação e implementação.

Segundo Anna, a oficina de Melhoria do Equilíbrio Fiscal Municipal “é uma ótima oportunidade para que municípios da região tomem conhecimento sobre um tema muito sensível à administração municipal, que são as finanças públicas”.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui