OAB/Eunápolis será a primeira a discutir com TJ-BA sobre a possível desativação da Comarca de Guaratinga

Guaratinga – A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), subseção de Eunápolis vai discutir sobre a possível desativação da Comarca de Guaratinga, com a presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago. A noticia foi transmitida durante a reunião dos membros da Comissão que representa a sociedade civil organizada de Guaratinga, que coordena as ações contra a medida do TJ-BA, que poderá ocasionar no fechamento do fórum de Guaratinga.

O encontro aconteceu na manhã da última sexta-feira (05), no salão do júri da Comarca local e contou com a presença do presidente da OAB subseção Eunápolis, dr° Alex Ornelas, advogados da cidade e região, coordenadores  sindicais, lideres comunitários e a prefeita de Guaratinga, drª Christine Pinto, que discutiram ações e estratégias a serem debatidas com a presidente do TJ-BA.

De acordo com o presidente Ornelas, depois das discussões realizadas na audiência pública sobre o fechamento da Comarca de Guaratinga, que ocorreu no dia 27/04, um documento foi enviado ao TJ-BA, solicitando uma reunião com a desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago e como resposta o Tribunal marcou a mesma para o próximo dia 15 de maio, permitindo apenas a participação de dois representantes da OAB. Ornelas ainda informou que não seria possível a participação nesta reunião dos demais membros representativos, pois esta seria uma recomendação do Tribunal, que prefere setorizar os encontros com a sociedade organizada.

Neste primeiro encontro no Tribunal de Justiça, os representantes da Ordem que pretendem defender a permanência da Comarca irão apresentar um dossiê com diversos documentos e laudos técnicos, estatísticos, politico social, fotos e vídeos que justificam a permanência do fórum de Guaratinga, que caso seja desativado afetará de maneira calamitosa a população do município Guaratinga, que tem uma população estimada em 22 mil habitantes, entre sede, 04 povoados e um Distrito, que no atual momento se encontra sem Juiz e Promotor titular e a única delegacia de policia está interditada.

Os lideres da frente sindical guaratinguense também se dispuseram a enviar documentos ao Tribunal marcando um encontro das categorias com a desembargadora. A prefeita Christine, disse que na sua próxima ida a Salvador aproveitará para agendar pessoalmente seu encontro coma a presidente do TJ-BA para também discutir com ela, sobre o mesmo assunto, que vem preocupando a população de Guaratinga.

Outros lideres políticos que não compareceram neste encontro, como o presidente da Câmara de Vereadores, Jadel Vaz, o empresário Ademar Pinto e o vice-prefeito de Guaratinga Ezequiel Xavier já haviam se manifestado anteriormente e também já estão articulando com seus representantes no legislativo estadual e federal encontros com a desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, a fim de garantir a permanência da Comarca de Guaratinga.

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui